Abel Ferreira lamenta gols perdidos e dispara contra imprensa após derrota para o Flamengo
Abel Ferreira após Flamengo 1 a 0 Palmeiras (TV Palmeiras / FAM / Divulgação)

Antes da estreia no principal torneio de futebol do Brasil, Abel Ferreira colocou fogo nos bastidores. Antes da peleja contra o Flamengo, no Maracanã, o treinador do Palmeiras deu a entender que poderia deixar a equipe. Tanto tal situação quanto a derrota por 1 a 0 foram temas da entrevista coletiva do treinador neste domingo (30).

Falando sobre a partida, válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro 2021, o técnico lamentou as oportunidades desperdiçadas no começo da peleja. "No primeiro tempo, um jogo muito equilibrado entre duas boas equipes, mas para mim as grandes chances no primeiro tempo foram nossas. Fomos melhores no primeiro tempo e deveríamos ter feito um gol, não fizemos", destacou.

Na metade final da peleja, de acordo com Abel, o Verdão sofreu. "No segundo tempo, eles foram melhores, finalizaram mais vezes, conseguiram desequilíbrios individuais no lado esquerdo com o Bruno Henrique. A partir do gol o Flamengo controlou o jogo, estava em vantagem", comentou.

Todas as estatísticas, de fato, foram favoráveis ao Flamengo, comandado por Rogério Ceni: no 4-2-3-1, o Rubro-Negro teve 61% da posse de bola e catorze finalizações (contra doze do Palmeiras) - sendo dez certas. No 3-5-2, o time de Abel Ferreira acertou quatro chutes a gol.

Vai sair?

Sobre a surpreendente declaração, Abel Ferreira fez questão de afastar qualquer chance de deixar o Palmeiras. "A pergunta foi feita se eu estava chateado com as críticas, com o futebol brasileiro. Na sequência veio um treinador demitido na primeira rodada. Dentro dessa perspectiva, como eu, até hoje, ainda não fui despedido, foi só isso que disse", destacou, relembrando a demissão de Alberto Valentim no Cuiabá no Brasileirão 2021.

As críticas à mídia esportiva se tornaram mais ácidas posteriormente. "Tenho pena que vocês aqui, ou alguma imprensa, já que não posso colocar todos no mesmo saco, não são sérios e verdadeiros e não passam a mensagem correta de tudo aquilo que digo. A imprensa é muito sensacionalista. É preciso contextualizar onde foi dito", disparou.

Recordando a entrevista coletiva concedida após o jogo de volta da final do Campeonato Paulista 2021, ele também pontuou que foi mal interpretado. "Fiquei extremamente aborrecido porque não passaram os meus últimos 30 segundos da entrevista coletiva depois do jogo contra o São Paulo, só pode ser de má fé, só pode ser de má fé", finalizou.

Na próxima rodada do torneio, o Palmeiras recebe a Chapecoense no próximo domingo (06), às 18h15 (Horário de Brasília). Antes disso, na quinta-feira (03), às 21h30, o Palmeiras enfrenta o CRB no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil 2021.

VAVEL Logo