Conceição elogia controle defensivo do Cruzeiro e sai confiante para próxima fase da Copa do Brasil
Reprodução/Cruzeiro

Na noite desta quinta-feira (3), o Cruzeiro venceu a Juazeirense por 1 a 0, no Mineirão, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Após a partida, o técnico Felipe Conceição avaliou o desempenho e citou a segurança da equipe defensivamente.

“Foi um jogo difícil, como a gente esperava. Uma equipe que eliminou o Sport, eliminou o Volta Redonda, foi a primeira colocada na fase de classificação do Campeonato Baiano. Então, só por causa dessas coisas, já demonstra a força que tem. Uma equipe muito física, que marca muito forte. A gente soube controlar a partida. É de enaltecer a nossa defesa, a nossa transição defensiva. Hoje, a gente conseguiu ser uma equipe segura e consistente para construir a vitória”.

Felipe Conceição aproveitou para falar sobre as oportunidades claras que as duas equipes tiveram para mudar o jogo.

“Se eu não estou enganado, foi uma finalização (da Juazeirense) de bola parada e uma outra que nem passou tão perto. E a gente criou. Conforme foi passando o tempo, ficamos criando chances, criando chances. A gente controlou a partida e conseguiu a vitória que é muito importante no mata mata. A gente sai daqui com a vantagem e ela será importante no segundo jogo”.

O Cruzeiro vai para o jogo da volta com a vantagem do empate, enquanto a Juazeirense precisa de pelo menos dois gols para passar de fase. No entanto, caso termine com apenas um gol para os baianos, a partida será decidida nos pênaltis.

“A vantagem que a gente conseguiu foi muito importante. Uma vitória nos dá a possibilidade de jogar por dois resultados, dos três possíveis. Não será fácil, será uma partida difícil como foi hoje. A gente avisou. É uma equipe muito competitiva, bem organizada, que tem uma agressividade muito forte na marcação e nos ataques que faz, que são ataques diretos. A gente se portou muito bem contra essa equipe, eu acho que a gente conseguiu controlar a maior parte do tempo, que deixamos o adversário criar muito poucas chances de gol. Então, isso me deixa satisfeito sim”.

VAVEL Logo