Brusque consegue revanche contra Avaí e mantém 100% na Série B
Foto: Frederico Tadeu/Avaí FC

Na reedição da semifinal do Campeonato Catarinense, o Brusque conseguiu devolver a eliminação e bateu o Avaí por 2 a 1 na Ressacada, pela terceira rodada da Série B 2021. Alex Ruan e Gabriel Taliari, de pênalti, marcaram para o Quadricolor. Ianson, contra, fez o do Leão, em jogo disputado neste domingo (13).

Esta foi a terceira vitória do Brusque nos últimos quatro confrontos com o Avaí na Ressacada - o outro jogo terminou 0 a 0, nas semis do Catarinense.

Poucas chances e pênalti ignorado

A primeira etapa foi de poucas oportunidades claras na Ressacada. O Brusque teve sete a cinco em finalizações e ligeira superioridade na posse de bola - 52% -, mas o que se viu no campo foi um equilíbrio. No primeiro jogo sem Giovanni, que foi chamado de volta pelo Cruzeiro, o Avaí teve Serrato no meio-campo e Jonathan ganhando a vaga de titular - mas ele pouco fez na etapa inicial.

Os dois times alternaram momentos de pressão maior na saída rival, mas também erraram passes em momentos-chave, o que deixou o jogo com um nível técnico mais baixo.

A primeira chance clara foi do Avaí aos 8. Bruno Silva recebeu de Vinícius Leite na área, antecipou Rodolfo e tocou por baixo, porém Ruan Carneiro segurou em dois tempos. O Brusque teve ao menos duas chances com superioridade numérica ao roubar a bola no campo de ataque, mas não conseguiu acertar o passe final para levar perigo ao Gledson.

Aos 24, um lance polêmico na Ressacada. Diego Renan colocou na área, Lourenço apareceu para cabecear e mandou por cima. Antes do toque do meia, porém, a bola bateu no braço de Claudinho, mas o juiz nada marcou.

A principal chance do Brusque veio só aos 36. Bruno Alves recebeu bola atravessada na entrada da área, encheu o pé, mas parou em Gledson. Na reta final, os dois times tiveram alguns ataques promissores, mas que não se concretizaram em boas finalizações.

Brusque capitaliza chances e vence

No retorno do intervalo, Claudinei Oliveira teve que trocar o contundido Serrato por Wesley Soares, e o Avaí conseguiu uma abafa inicial. Foram cinco finalizações nos cinco primeiros minutos, mas, neste meio do caminho, uma falha foi fatal. Aos 4, em cobrança de falta do meio-campo, Zé Mateus conectou Alex Ruan, que saiu dentro da área e encobriu Gledson: 1 a 0.

Logo na sequência, o Avaí teve grande chance com Diego Renan. O lateral recebeu bola ajeitada por Vinícius Leite e encheu o pé, mas Ruan Carneiro defendeu. O Leão se lançou para frente, porém também deixou muitos espaços para o Brusque, que teve algumas chances para ampliar no contra-ataque.

O técnico quadricolor, Jerson Testoni, mudou peças para deixar o time mais ágil, bloqueou as alternativas do Avaí e teve chances. Aos 25, após erro de Bruno Silva, Thiago Alagoano recebeu de Zé Mateus e saiu de cara para o gol, mas Gledson salvou o chute com o pé. Nove minutos depois, o estreante Gabriel Taliari ficou com a bola na entrada da área e encheu o pé, mas mandou sobre a trave.

O Avaí só voltou a assustar aos 41, quando Vinícius Leite pegou rebote de cobrança de escanteio e chutou forte, perto do travessão. Dois minutos depois, quem matou o jogo foi o Brusque. Gabriel Taliari caiu dentro da área após leve toque de Wesley, e o árbitro apontou pênalti. O estreante foi para cobrança, mandou no meio e ampliou. Já nos acréscimos, Getúlio fez boa jogada pela direita, cruzou para dentro e Ianson mandou contra o próprio patrimônio, mas não evitou a vitória quadricolor em Florianópolis.

Classificação e próximos compromissos

Com nove pontos, o Brusque divide a liderança com o Náutico, o outro time que tem 100% de aproveitamento. Já o Avaí, que soma seis partidas sem vitória, é um dos sete times com apenas um ponto, mas está na última colocação pelos critérios de desempate.

O Avaí volta a campo na quarta-feira (16) diante do Vasco fora de casa, às 19h. Já o Brusque só joga no sábado (19) contra o Vitória, em Salvador, às 19h.

VAVEL Logo