Em
jogo equilibrado, Remo e Guarani empatam sem gols pela Série B
Foto: Talita Gouvêa/Guarani FC

Remo e Guarani ficaram no empate em 0 a 0 nesta terça-feira (22) pela sexta rodada da Série B do Brasileirão 2021. A bola rolou no Estádio Baenão, em Belém.

O Leão Azul não entrou em campo na rodada anterior, contra o Avaí, devido a uma forte chuva em Florianópolis que obrigou a partida a ser adiada. Três pontos, então, que ainda serão disputados e que dão um alívio para o torcedor que olha a posição do time na tabela, em 15º com cinco pontos. Mas, nos dois jogos anteriores, um empate e uma derrota, sequência que ligou o alarme contra o Z-4.

Já o Bugre foi para o confronto na capital paraense com moral após vitória em clássico: 1 a 0 sobre a Ponte Preta. Nas partidas anteriores da competição, foram dois empates, uma derrota e uma vitória, resultados que posicionaram a equipe paulista em sétimo lugar com oito pontos. Com mais três, poderia não apenas permanecer na entrada do G-4, mas integrá-lo.

Primeira etapa de equilíbrio

Logo aos quatro minutos, o zagueiro Carlão se machucou em dividida e precisou ser substituído por Ronaldo Alves no Guarani. O jogo se mostrava vertical, principalmente por parte do Remo, mas com poucas chegadas às áreas das duas equipes.

O mandante ficava mais com a bola, tomando a atitude e pressionando na saída de bola, porém quem mais teve chance foi o visitante, em especial com Davó sendo procurado em passe longo na frente. Aos dez minutos, o camisa 30 recebeu bola enfiada pela direita, invadiu a área, tocou na saída do goleiro, mas para fora.

Aos 16, outro lançamento nas costas da última linha de marcação do Leão e a bola quicou na frente de Vinícius, mas o goleiro se esticou para ficar com ela. Dois minutos depois, Andrigo, após bom passe para trás de Pablo, finalizou rasteiro para fora.

Na reação, aos 22, Dioguinho deixou o marcador para trás, arrancou pela direita e tocou para Lucas, que chegava na área e concluiu firma, mas Gabriel espalmou para salvar. Os dois times tinham dificuldades de trocar passes curtos no último terço do campo e iam melhor na velocidade. Já aos 42, Davó recebeu na meia-lua, driblou o marcador e tentou chute colocado, porém por cima do gol.

Equipes não convertem chances, e Remo tem expulsão no fim

A volta do intervalo lembrou o início do primeiro tempo, com o Remo superior em posse, mas com o Guarani sendo mais objetivo. O Leão focava nas pontas, principalmente com a saída do homem de referência na área, Edson Carius, enquanto o Bugre melhorou ofensivamente, encontrando boas enfiadas de bola na área. Aos sete minutos, Rodrigo Andrade arriscou de fora e tirou tinta do travessão. Pouco depois, Andrigo finalizou na área próximo à linha de fundo, mas Vinícius fez a defesa.

Na sequência, Davó ficou no quase após receber bom passe de Andrigo e bater cruzado dentro da área pela direita, mas a bola passou por todo mundo e pelo gol. Tentando reagir, aos 17, Rafinha recebeu na área de frente para o gol, girou e bateu, porém Gabriel agarrou. Em seguida, Renan Gorne, em sua primeira jogada após vir do banco, recebeu na área pela esquerda e concluiu, mas o goleiro paulista fechou bem o ângulo

para defender. O Remo saiu da pressão adversária e voltou a trocar passes no campo de ataque.

Só que os lances seguintes foram do Guarani. Aos 35, Allan entrou no jogo já mandando chute forte de fora da área, agarrado por Vinícius. Já aos 42, Índio finalizou bola sobrada na entrada da área para fora com perigo. Nos acréscimos, Dioguinho recebeu cartão vermelho por, teoricamente, acertar a mão no rosto de Bidu, mas houve reclamação de exagero na expulsão por, na verdade, o toque ter sido abaixo do rosto. E esse foi o último lance relevante no jogo, 0 a 0.

Classificação e próximos compromissos

Com o empate sem gols, o Remo pulou para a 13ª posição, agora com seis pontos, a dois do Cruzeiro, que abre o Z-4 e ainda joga na rodada. Enquanto isso, o Guarani seguiu na sétima colocação, com nove pontos, ficando a um do sonhado G-4. O próximo compromisso do Leão Azul é fora de casa contra o Náutico no sábado (26) às 21h. Já o Bugre volta a campo na sexta-feira (25) às 19h, quando recebe o Coritiba.

VAVEL Logo