Goiás aproveita expulsão relâmpago, bate Vasco e volta ao G-4 da Série B
(Foto: Rosiron Rodrigues / Goiás EC)

Na noite dessa quarta-feira (30), no estádio Hailé Pinheiro, Goiás e Vasco se enfrentaram pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B. Em jogo marcado pela expulsão de Bruno Gomes, do Cruz-Maltino, no começo da partida, o Esmeraldino insistiu e venceu por 1 a 0, gol de Everton Brito. O time goiano pulou para o 3º lugar, com 15 pontos, enquanto a equipe carioca caiu para o 9º lugar, com 10 pontos

  • Vasco perde Bruno Gomes nos primeiros minutos, suporta pressão do Goiás e o placar no zero

A primeira chance da partida foi de Alef Manga, aos 4, em chute forte de fora da área para segura defesa de Vanderlei. No minuto seguinte, Bruno Gomes pisou no pé de Breno e levou o segundo cartão amarelo de forma relâmpago, deixando a equipe carioca com dez jogadores durante quase toda a partida.

Com vantagem numérica, o Goiás partiu para o ataque, mas sem muita inspiração para furar a boa marcação vascaína. Aos 13, Reynaldo fez um belo lançamento para Apodi, que apareceu sozinho na área e tocou para boa defesa de Vanderlei, mas o lateral estava em posição irregular. Os donos da casa só voltaram a chegar com maior perigo aos 29, quando Caio tocou de cabeça após cobrança de falta de Élvis, nas mãos do goleiro cruz-maltino.

Novamente subindo ao ataque, Reynaldo cruzou na medida para Élvis, na entrada da área, e o capitão goiano tocou de cabeça, mas Vanderlei voou para fazer uma grande intervenção, jogando para escanteio. Aos poucos, o Vasco percebeu que poderia atacar mais, e começou a levar perigo na reta final da primeira etapa: aos 38, Galarza chutou de fora da área, e Tadeu segurou firme.

Preocupado com a lentidão no ataque, Pintado tirou o volante Breno e botou o meia Everton Brito. Aos 42, em um raro contra-ataque dos mandantes, o Goiás tocou bem a bola até chegar em Élvis, que chutou para nova defesa de Vanderlei. No minuto seguinte, Sarrafiore tocou para Cano, que chutou forte e a bola passou perto do travessão. Na última chance antes do intervalo, Élvis lançou Everton, que ganhou de Vanderlei na intermediária, mas o meia finalizou para fora, e o zero persistiu no placar enquanto as equipes voltaram para os vestiários.

  • Goiás fura defesa cruz-maltina no fim e volta ao G-4 

No retorno ao campo, Marcelo Cabo fez duas mudanças, colocando Léo Jabá e Michel. Para piorar, logo aos 3 minutos, Morato sentiu a coxa e teve que ser substituído por Gabriel Pec. Embora pressionasse o Vasco, o Esmeraldino abusava dos cruzamentos, e facilitava o trabalho dos defensores cruz-maltinos.

Aos 16, Albano cortou para a esquerda na entrada da área, e chutou cruzado, forçando grande defesa de Vanderlei. Pouco depois, Miguel Filgueira lançou na medida para Alef Manga, que invadiu a área sozinho e finalizou caindo, mas mandou por cima do gol. Aos 21, o Vasco voltou a levar perigo, quando Andrey arriscou de fora e Tadeu defendeu em dois tempos.

A partida seguia equilibrada, até que, aos 35, Miguel soltou a bomba da entrada da área, e acertou o travessão. No rebote, Everton Brito mandou para o fundo do gol, abrindo o placar, 1 a 0. Apesar da grande reclamação dos jogadores cruz-maltinos, Brito estava em posição legal e o gol foi validado. O Vasco sentiu o gol sofrido, e quase levou o segundo aos 45m quando o próprio Everton saiu na cara de Vanderlei, mas o goleiro da equipe carioca voltou a fazer uma boa defesa, jogando para escanteio.

Após o apito final, uma grande confusão se iniciou no gramado, e continuou até os vestiários, sendo necessária a presença de policiais para conter os ânimos. Mesmo com o clima quente fora das quatro linhas, o Goiás pode comemorar o retorno ao G-4, enquanto o Cruz-Maltino se distanciou desse grupo, ficando no meio da tabela.

  • Próxima rodada

As duas equipes voltarão a campo nesse sábado (3): o Vasco receberá o Confiança, em São Januário, às 16h30. Mais tarde, às 21h30, o Goias irá até Salvador enfrentar o Vitória, no Barradão.

VAVEL Logo