"Poderíamos ter feitos dois ou três gols", analisa Ceni depois da classificação na Copa do Brasil
Foto: Divulgação / São Paulo 

O São Paulo só empatou contra o Campinense, mas se classificou para a segunda fase da Copa do Brasil de 2022, por causa do regulamento, a partida aconteceu nesta quinta-feira (24). Em um jogo fraco tecnicamente, o Tricolor teve várias chances, mas não conseguiu furar o bloqueio da equipe de Campina Grande que disputa a Série C. 

Após a partida, o técnico do São Paulo, Rogério Ceni, concedeu lamentou os muitos gols perdidos. Na análise dele, o Tricolor se comportou bem no campo e poderia ter saído com uma vantagem importante se tivesse aproveitado  as chances no primeiro tempo.

"O que causou essa pressão foram os números excessivos de chances que tivemos no primeiro tempo e não conseguimos fazer o gol. Não é que o Campinense pudesse ter se classificado, mas o São Paulo poderia ter feito 2 ou 3 e não ter ficado preocupado. Claro que todo mundo se preocupa no final. O time começou a ficar retraído, não joga solto, não faz as mesmas triangulações", analisou.

Sobre a atuação dos seus jogadores, o treinador exaltou o bom jogo de Rodrigo Nestor. Ele ainda disse que desconhece a proposta do Dynamo de Kiev pelo jogador e que pretende contar com ele nos próximos jogos.

"Primeiro que achei o melhor jogo dele no ano comigo. A posição mais adiantada, chegando ao ataque. Deixou três jogadores na cara do gol, muito técnico. O auxílio do Pablo deixa ele mais livre. Fez uma ótima partida. Nem estava sabendo disso (proposta do Dínamo de Kiev). Fiquei sabendo em uma entrevista do Belmonte. A mim não foi comunicado nada".

Ceni achou que o time ficou mais cansado na etapa final e disse que o gramado pesado colaborou, mesmo assim exaltou o bom primeiro tempo tricolor. O treinador ainda falou das substituições, principalmente da entrada Luciano, destacando que não surtiu o efeito desejado. 

"Acho que cansou um pouco, gramado bem pesado, foram criadas boas chances de gol nos primeiros 45 minutos, mas aí começa o receio do contra-ataque. Hoje nós fizemos um ótimo primeiro tempo, com oportunidades melhores até do que contra o Santos, mas a bola não entrou. Quando a bola não entra o placar arrasta, a gente marca muito em cima e cansa. Fizemos as trocas, o Luciano há muito tempo não jogava, e as trocas não surtiram efeito".

O que vem por aí

Com a classificação na Copa do Brasil o São Paulo volta as atenções para o Campeonato Paulista, onde é o vice colocado do grupo B com 11 pontos. O próximo jogo será contra o Água Santa, fora de casa, na segunda feira (28).

VAVEL Logo