Campeão! César pega dois pênaltis, Londrina supera Atlético-MG e conquista Primeira Liga

Goleiro mineiro é destaque na disputa de pênalti; Clayton e Rafael Moura perdem as cobranças alvinegras

Campeão! César pega dois pênaltis, Londrina supera Atlético-MG e conquista Primeira Liga
Foto: Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Londrina
0 0
Atlético-MG
Londrina: CÉSAR; LUCAS RAMON, EDSON SILVA, DIRCEU E AYRTON; JUMAR, RÔMULO E JARDEL; NEGUEBA, ARTUR E CARLOS HENRIQUE
Atlético-MG: Victor, Alex Silva, Felipe Santana, Gabriel e F Santos; Adilson, Elias, Valdivia, Cazares, Robinho e Fred
INCIDENCIAS: Partida válida pela final da Primeira Liga, a ser disputada no Estádio do Café.

É campeão! Na disputa de pênaltis, o Londrina assegurou o título da Primeira Liga contra o Atlético-MG, e venceu a equipe mineira pela primeira vez na história do confronto. Após o 0 a 0 no tempo normal, a equipe paranaense fez 4 a 2 nas cobranças de pênaltis e ficou com o título. Destaque na semifinal contra o Cruzeiro, o goleiro César defendeu as cobranças de Clayton e Rafael Moura. O Londrina chegou à fase final de forma invicta, com quatro vitórias e um empate. 

Há quase 40 anos, Londrina e Atlético-MG se enfrentavam pelas semifinais do Campeonato Brasileiro de 1977. Na época, o Tubarão ultrapassou gigantes do futebol como Corinthians, Flamengo, Santos e Vasco. Do outro lado, o Galo chegava invicto à semifinal. Em dois jogos eletrizantes, o time mineiro superou o clube paranaense e avançou de fase. Na noite desta quarta-feira (4), as equipes se reencontraram pela final da Primeira Liga no Estádio do Café, no Paraná.

Para tentar se recuperar da perda do título, o Atlético-MG vai encarar o São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro. O jogo está marcado para quarta-feira (11), às 21h45, na Arena Independência. Já o Londrina voltará a campo no sábado (7), às 16h30. O Tubarão vai enfrentar o Criciúma, no estádio Heriberto Hülse, pela Série B do Brasileirão

Primeiro tempo fraco no Estádio do Café

Foto: Bruno Cantini/Atlético
Foto: Bruno Cantini/Atlético

O Atlético-MG começou o jogo usando o lado esquerdo de ataque para tentar surpreender o Londrina. Nos minutos iniciais, o Galo fazia pressão na equipe da casa, mas encontrava dificuldades em finalizar a maioria das jogadas. O Tubarão, por sua vez, se fechava e puxava contra-ataques velozes com Negueba.

Após os quinze minutos iniciais, o Londrina conseguiu entrar no jogo e passou a levar mais perigo ao gol adversário. Explorando a lateral coberta por Alex Silva, o Tubarão chegava ao último terço do campo com facilidade, fazendo com que Victor se irritasse com sua própria zaga. Logo aos 25 minutos, Negueba cortou a marcação do lateral-direito alvinegro e chutou de fora da área, obrigando Victor a fazer uma ótima defesa.

Nos minutos seguintes, o Galo tentava se reencontrar no jogo e Valdívia buscava ter o controle do meio de campo para controlar as ações da partida. Em boa trama de Cazares e Valdívia, o meia arriscou o chute de fora da área, mas a bola passou longe do alvo. 

Atlético volta melhor dos vestiários, mas jogo não sai do zero a zero

Na volta dos vestiários, a equipe mineira voltou pressionando pelo primeiro gol da partida. Adotando uma postura mais ofensiva, o Atlético tentava infiltrar a defesa paranaense pela lateral esquerda, com Fábio Santos e Valdívia. Com os nervos à flor da pele, Negueba e Adilson se estranharam no início do segundo tempo e o volante alvinegro levou o primeiro cartão do Galo na partida por deixar o braço na dividida.

Ao contrário da etapa inicial, o jogo voltou bastante pegado e as equipes cometiam faltas mais duras. Em lance no meio de campo, Jardel deu um carrinho em Adilson e levou a advertência. O Atlético tentava responder subindo ao ataque, mas errava muitos passes no campo ofensivo.

Na metade de partida, a equipe visitante conseguiu controlar as ações de jogo e o Londrina sentia dificuldades em se encontrar no ataque. Com a saída de Valdívia, o treinador alvinegro colocou Clayton em campo e o jogador deu mais consistência ao ataque atleticano. Apesar da mudanças, o jogo estava fadado às cobranças de pênalti.

Pênaltis

Londrina: Gilmar (gol),  Edson (gol), Ayton (gol), Dirceu (gol). 
Atlético-MG: Fábio Santos (gol), Robinho (gol), Clayton (César defendeu), Rafael Moura (César defendeu). 

Atlético MG