Atlético-MG veta entrada de repórter na Cidade do Galo e é criticado por jornalistas no Twitter

Segundo Alexandre Gallo, Léo Gomide está impedido de entrar no CT do clube até segunda ordem

Atlético-MG veta entrada de repórter na Cidade do Galo e é criticado por jornalistas no Twitter
Gomide durante a discussão com Oswaldo de Oliveira, na coletiva pós-jogo (Foto: Reprodução/Fox Sports)

O diretor de futebol do Atlético-MG, Alexandre Gallo, informou na manhã desta quinta-feira (8), no desembarque da delegação em Belo Horizonte após o empate em 1 a 1 com o Atlético-AC, pela primeira fase da Copa do Brasil, que o repórter Léo Gomide está impedido de entrar na Cidade do Galo até segunda ordem. Setorista do clube pela Rádio Inconfidência, de Minas Gerais, o jornalista discutiu com o técnico da equipe alvinegra, Oswaldo de Oliveira, na coletiva pós-jogo.

O motivo da confusão foi uma pergunta que Gomide fez a Oswaldo de Oliveira. O treinador interrompeu o profissional antes de o mesmo finalizar a indagação. Na visão do comandante atleticano, o repórter fez uma pergunta com o intuito de desmerecer a classificação do Atlético à segunda fase da Copa do Brasil.

"Durante os 90 minutos o que pareceu é que o Atlético não sabia se atacaria para os lados, se tentaria contragolpear... Posso completar, por favor?", questionou Gomide, que vinha sendo interrompido pelo técnico.

"Não pode porque você sempre faz essas perguntinhas mal-intencionadas. Quem tem que dar opinião sou eu, não você. Você opinou. Disse que não sabia como o time estava jogando. Está enganado. Não seja tendencioso. Se você fizer uma pergunta, eu respondo. Está tentando por palavras na minha boca e isso não vou aceitar. Então faça a sua pergunta", argumentou Oswaldo.

Gomide, então, reformulou a pergunta: "Por onde o Atlético atacou mais e como procurou se defender?".

"Sua pergunta é essa?", retrucou o técnico. "Nós atacamos de todas as formas que conseguimos. Planejamos, treinamos fazer as jogadas pelo lado do campo, as jogadas de bola parada, os contra-ataques que aconteceram. Criamos várias jogadas no primeiro tempo e no segundo. O árbitro poderia ter dado dois pênaltis e nós sairmos daqui com 3 a 1. Essa é a síntese. Agora quem não tem boa vontade, quem quer usar o lado pejorativo, faz o tipo de pergunta que você fez. Só que você repete isso todas as vezes. Eu calmamente tenho administrado, mas hoje a sua insistência... O Atlético está classificado e isso é positivo. Ou não está? Você é que não quer perguntar, quer fazer análise. Comigo não! Você faz análise na sua rádio, aqui você faz a sua pergunta e eu respondo", completou.

Depois da resposta de Oswaldo de Oliveira, Gomide encerrou sua participação na entrevista coletiva e desligou sua câmera. Porém, quando estava pronto para responder outra pergunta, o treinador ouviu algo e partiu para cima do profissional.

C****** é você, babaca. Que p**** é essa? Tá (sic.) pensando que está falando com quem?”, atacou Oswaldo, que partiu para cima de Gomide.

Jornalistas saem em defesa do repórter

Gomide ainda não se posicionou sobre o caso, mas foi defendido por vários jornalistas esportivos no Twitter.