Após sofrer virada nos acréscimos, Emerson Cris lamenta: "Empate seria mais justo"

Treinador interino vinha de duas vitórias e um empate no comando da Chape no Brasileirão

Após sofrer virada nos acréscimos, Emerson Cris lamenta: "Empate seria mais justo"
Foto: Alexandre Loureiro / Getty Images

No último suspiro, a Chapecoense levou a virada do Botafogo, no Estádio Nilton Santos. Após abrir o placar aos 14 minutos do segundo tempo, com Apodi, viu Brenner Vinícius Tanque, ambos de cabeça, quebraram a sequência de três jogos invictos da Chape, e fez com que o verdão do Oeste estacionasse nos 32 pontos conquistados no Brasileirão.

O treinador interino Emerson Cris sofreu sua primeira derrota à frente da Chape e lamentou a maneira com que sua equipe tomou a virada: "A gente sabia que seria difícil enfrentar o Botafogo aqui, ainda mais que vinham de derrota. Grande equipe, bem armada, bons jogadores. Dentro daquela proposta que a gente montou o jogo estava equilibrado. Tinha essa estatística, sabia que 78% dos gols do Botafogo são de cruzamento, bola alçada na área. Sofremos onde alertamos ser o maior perigo. Um acréscimo de 6 minutos foi um pouco exagerado.", disse.

Apesar da boa sequência, a Chape pode voltar à zona de rebaixamento com uma combinação de resultados, mas o treinador segue confiante em se livrar do Z4 e já pensa no próximo jogo, contra o Flamengo, na Arena Condá, no próximo domingo (15): "Por se tratar do Botafogo jogando em casa, é um jogo que teria um grau de dificuldade muito grande. Para as nossas pretensões, o que almejamos dentro do campeonato, a gente veio para ganhar. Empate era placar mais justo, contávamos muito com ele. Agora é deixar isso para trás, se preparar para domingo. Vamos enfrentar uma grande equipe do Brasil, mas em casa, o torcedor pode ajudar bastante. É um jogo difícil, mas é nos detalhes que se ganha.", completou.

Associação Chapecoense de Futebol