Criciúma faz dever de casa diante do Náutico e inicia Série B com vitória

Equipes pecaram bastante nas finalizações, mas Tigre conseguiu aproveitar chance no segundo tempo para iniciar a competição nacional com três pontos

Criciúma faz dever de casa diante do Náutico e inicia Série B com vitória
Foto: Caio Marcelo/Criciúma
Criciúma
1 0
Náutico
Criciúma: Luiz; Ezequiel, Raphael Silva, Nathan e Marlon; Barreto, Roberto (Juninho, min 79), Douglas Moreira e Elvis (Gabriel Leite, min 81); Niltinho e Gustavo (Hélio Paraíba, min 83). Técnico: Roberto Cavalo.
Náutico: Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Fabiano Eller e Henrique; Rodrigo Souza, Ygor (Rafael Silva, min 79), Rony, Caíque Valdívia (Jefferson Nen, min 53) e Esquerdinha (Renan Oliveira, min 57); Rafael Coelho. Técnico: Alexandre Gallo.
Placar: 1-0, Roberto, min 51;
ÁRBITRO: José Cláudio Rocha Filho (SP), auxiliado por Herman Brumel Vani (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP). Cartões amarelos: Raphael Silva, Juninho, Ezequiel e Barreto (Criciúma); Henrique, Rony, Rodrigo Souza e Esquerdinha (Náutico).
INCIDENCIAS: Partida válida pela primeira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, disputada no estádio Heriberto Hulse, em Criciúma, Santa Catarina. Público: 3.772. Renda: R$ 45.150,00.

A Série B do Campeonato Brasileiro teve início neste fim de semana. O primeiro compromisso do Criciúma na competição nacional foi neste sábado (14) diante do Náutico, no estádio Heriberto Hulse, em Criciúma, Santa Catarina. O Tigre não fez uma grande apresentação, mas conseguiu falhar menos nas finalizações do que o adversário e acabou garantindo uma estreia com vitória pelo placar mínimo, com o gol, irregular, sendo marcado por Gustavo no segundo tempo.

Com o resultado desta tarde, o Criciúma soma os primeiros três pontos da competição nacional. Desta maneria, o time catarinense se junta a outras seis equipes que também venceram na primeira rodada. Já o Náutico ficar com zero pontos.

A próxima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro vai começar a ser realizada já na terça-feira (17), quando o Náutico vai entrar em campo para fazer um duelo com o Vila Nova, às 21h30, na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, Pernambuco. Já o Criciúma terá no pela frente um confronto com o Joinville, na sexta-feira (20), às 21h30, Arena Joinville, em Joinville, Santa Catarina.

Equipes falham nas finalizações e placar fica zerado

O confronto começou com o Náutico tentando surpreender.  Mesmo sendo o visitante, o time pernambucano entrou em campo com a proposta de atuar com marcação alta para complicar a saída de bola do adversário. O Criciúma, por sua vez, acabou entregando duas vezes no campo defensivo e por pouco não se complicou, mas os alvirrubros não souberam aproveitar. Pouco tempo depois, entretanto, os donos da casa partiram para o ataque.

Uma boa chance de abrir o placar surgiu em favor do Timbu aos 12 minutos. Rafael Coelho recebeu bom passe e entrou na área com espaço, mas acabou se atrapalhando e escorregou no momento da finalização, chutando de maneira fraca para defesa do goleiro Luiz. O centroavante alvirrubro teve mais uma grande oportunidade aos 19 minutos. Em cobrança de escanteio, a bola foi lançada na área e Rafael Coelho, sozinho na pequena área, cabeceou para fora.

A equipe visitante era bastante superior e conseguia criar oportunidades de gols, mas as falhavas na finalização eram constantes. Rafael Coelho, mais uma vez, recebeu livre e entrou na área chutando fraco para defesa fácil de Luiz. A resposta do Tigre foi imediata e obrigou Júlio César a fazer grande defesa na boa cabeceada do atacante Gustavo. Em seguida, o goleiro alvirrubro trabalhou em nova cabeceada, desta vez de Niltinho.

O confronto foi ficando marcado pelas ótimas oportunidades perdidas. O atacante Gustavo recebeu na marca do pênalti, livre, aos 40 minutos e chutou para longe da meta alvirrubra. O Criciúma melhorou em campo, mas o Náutico ainda era quem chegava com mais perigo. Apesar da boa movimentação, a falha das finalizações foi primordial para a primeira etapa ser encerrada no empate sem gols.

Gustavo marca e garante vitória do Tigre logo na primeira partida da competição

Para o segundo tempo, os dois técnicos resolveram manter as mesmas formações da primeira etapa. Com a bola rolando, o Criciúma chegou a balançar as redes logo aos três minutos. A bola foi levantada na área e Gustavo cabeceou na trave. Raphael Silva, em posição irregular, pegou o rebote e mandou para o fundo do gol, mas a arbitragem, de maneira correta, marcou impedimento.

O Criciúma voltou buscando mais o setor de ataque para ficar na frente. Pressionando, os donos da casa conseguiram chegar ao objetivo. Roberto recebeu pela direita e cruzou para Gustavo. Em posição irregular, o atacante se jogou na bola e balançou as redes para delírio da torcida catarinense. Depois do tento, o técnico Alexandre Gallo tirou o meia-atacante Caíque Valdívia e colocou o jovem atacante Jefferson Nen.

A equipe pernambucana não conseguiu apresentar o mesmo futebol depois do primeiro gol. Já o Tigre estava melhor e chegando perto de aumentar a vantagem. Isso quase aconteceu aos 20 minutos, quando Elvis chutou e obrigou o goleiro Júlio César a fazer grande defesa. No rebote, Niltinho passou pelo arqueiro e o zagueiro Rafael Pereira apareceu bem para salvar no momento certo.

Buscando o empate, o técnico Alexandre Gallo fez sua última aposta no jogo tirando o volante Ygor para colocar o atacante Rafael Silva. Já o técnico Roberto Cavalo respondeu tirando o meia-atacante Elvis e promovendo a entrada de Gabriel Leite. Apesar das alterações, nada mudou e o acabou sendo encerrado no 1 a 0 favorável ao Tigre catarinense.