Sport quebra tabu de 14 anos, vence Fluminense no Maracanã e deixa Z-4

André marca duas vezes no primeiro tempo e garante vitória importante sobre o Flu, que diminui com golaço de Marcos Jr

Sport quebra tabu de 14 anos, vence Fluminense no Maracanã e deixa Z-4
Foto: Lucas Merçon/Fluminense F.C.
Fluminense
1 2
Sport
Fluminense: Diego Cavalieri, Lucas, Renato Chaves, Henrique e Marlon; Marlon Freitas (Matheus Alessandro, intervalo), Douglas, Sornoza (Wendel, intervalo) e Gustavo Scarpa; Marcos Júnior e Henrique Dourado - Técnico: Abel Braga.
Sport : Magrão, Raul Prata, Henríquez, Durval e Sander; Anselmo, Patrick, Marquinhos, Diego Souza, Mena; André - Técnico: Daniel Paulista.
Placar: André (11'/1ºT - 0x1), André (22'/1ºT - 0x2), Marcos Júnior (37'/1ºT - 1x2)
ÁRBITRO: Dewson Fernandes Freitas da Silva (SP)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2017.

O Sport não sabia o que era vencer o Fluminense no Maracanã desde abril de 2003. Naquela ocasião, o personagem principal foi Valdir Papel. Hoje, 14 anos depois, coube a André ser o novo protagonista ao marcar dois gols e garantir o triunfo do Leão por 2 a 1.

Com o resultado, o time pernambucano foi a 42 pontos e saiu do Z-4, mas ainda pode ser ultrapassado por Ponte Preta ou Vitória, que se enfrentam neste domingo (26). Já o Flu, que diminuiu o placar com um golaço de bicicleta de Marcos Jr, permanece com 46 pontos e sem qualquer chance de classificação para a Copa Sul-Americana.

Na última rodada do Brasileirão, o Fluminense encara o já rebaixado Atlético-GO, enquanto o Sport recebe em casa o campeão Corinthians. Ambos os jogos acontecerão no domingo (3), às 17h (de Brasília).

Sport joga bem e marca duas vezes com André; Marcos Jr diminui com golaço

Em situação desesperadora, o Sport, mesmo fora de casa, não se intimidou e iniciou a partida pressionando o Fluminense. Apostando nas jogadas pelos flancos e explorando as costas do lateral Marlon, o time pernambucano chegou ao seu gol. Aos 12 minutos, o rápido Marquinhos cruzou rasteiro para André abrir o placar no Maracanã. Minutos depois, o Flu quase chegou ao empate. Douglas deu ótimo passe para Marlon, que na cara de Magrão, isolou.

A resposta do Fluminense em nada mudou o panorama do jogo. O Sport veio ao Rio de Janeiro disposto a vencer, enquanto o time de Abel Braga mostrava-se apático e perdido em campo. E o segundo gol do Leão não demorou a aparecer. Aos 23 minutos, após cobrança de escanteio baixa, a bola resvalou em Anselmo e sobrou para André girar e chutar firme para ampliar no Maracanã.

Até o gol, o Sport havia finalizado 23 vezes, fato que sintetizava a real pressão do time pernambucano na partida. Sem conseguir criar, a solução do Flu eram os chutes de fora da área. Douglas, aos 30, tentou, mas parou em Magrão. Enquanto isso, o time de Daniel Paulista tinha espaços para chegar, mas a boa vantagem obtida o fez recuar. E o Tricolor se aproveitou disso. Aos 34 minutos, Marcos Junior, de bicicleta, marcou um golaço e diminuiu o placar no Maracanã. Depois disso, o Flu acordou e tentou o empate, mas acabou esbarrando no sistema defensivo do Sport.

Times criam chances, mas placar permanece inalterado

Na volta para o segundo tempo, o técnico do Fluminense, Abel Braga, promoveu as entradas de Wendel e Matheus Alessandro nas vagas de Marlon Freitas e Sornoza, respectivamente. As mexidas, com o intuito de deixar o Tricolor mais ofensivo, funcionaram. Aos oito minutos, o time carioca teve a chance de empatar com Marcos Jr, que recebeu bom passe de Dourado, mas parou em Magrão.

O Sport conseguiu responder logo depois com Diego Souza. O camisa 87 fez ótima tabela com André e chutou forte, mas em cima de Cavalieri. Se na primeira etapa a pressão era toda do Sport, não se pôde dizer o mesmo do segundo tempo. Havia um equilíbrio entre as equipes, mas o medo de errar naquele momento prevalecia, já que qualquer falha poderia ser fatal. Timidamente, o Sport por pouco não ampliou com Diego Souza aos 17 minutos.

Dos 20 minutos em diante, o jogo ficou mais aberto, com Fluminense e Sport tendo mais oportunidades para marcar. A mais perigosa delas foi com Pedro, que entrara na vaga de Gustavo Scarpa, vaiado. Aos 30 minutos, o camisa 32 apareceu completamente livre para cabecear, mas Magrão defendeu.

Depois disso, o Sport demostrava cansaço e parava as jogadas com falta. Já o Flu, com seus quatro atacantes em campo, se atirava em busca do empate. Com isso, cedia espaços para o Leão matar o jogo. E isso quase aconteceu aos 35, com Rogério, e aos 41, com André. No minuto final, o Flu por pouco não empatou com Marlon em cobrança de falta, mas Magrão defendeu e garantiu a vitória pernambucana no Maracanã.