Brasil Open de Polo Aquático: Sesi-SP vence o Flamengo e conquista o título no masculino
Foto: Luiza Moraes/PAB

O Brasil Open 2022 de Polo Aquático terminou neste domingo (8) de Dia das Mães, na piscina do Clube de Regatas do Flamengo, no Rio de Janeiro (RJ). Organizado pela Liga PAB - Polo Aquático Brasil, a competição contou com os principais times do país na modalidade, e no masculino, o título ficou com o Sesi-SP que superou o time da casa pelo placar de 12 a 10.

O jogo começou com um Flamengo forte no ataque, que abriu o placar. Depois de alguns minutos foi a vez do Sesi empatar e logo depois virar o marcador. Ainda no primeiro quarto, o Flamengo buscou o empate. No segundo quarto, o SESI abriu um gol de vantagem. 

No terceiro, o jogo voltou a ficar empatado, mas o SESI conseguiu abrir dois gols de vantagem no final. No último e decisivo quarto, o ataque do SESI foi ainda mais eficiente e a defesa contribuiu para parar o ataque flamenguista. A partida terminou com o placar de 12 a 10 para a equipe paulista. 

O Sesi já estava garantido nas semifinais pelo título da Liga Nacional. Para avançar às finais, eles venceram o Fluminense por 12 a 9. O Flamengo passou pelo Paineiras nas quartas de final e pelo Esporte Clube Pinheiros na semifinal.

"Na semi jogamos contra o Fluminense um jogo difícil, pois eles estavam com muitos estrangeiros no time. Na final, foi um jogo duro, mas conseguimos manter o ritmo e sair com a vitória!", disse Thiago Batista, técnico do Sesi.  O espanhol Albert Español do Flamengo foi o artilheiro e MVP da competição com 11 gols marcados. O goleiro menos vazado foi Murilo Moreira, da ABDA.

Pela disputa de 5º a 7º lugares, a ABDA venceu o Paineiras e o Paulistano e terminou com a quinta colocação no torneio. Paulistano e Paineiras empataram em 7 gols na primeira partida do domingo (8). Pelo saldo de gols, o time do Paulistano terminou na sexta colocação do Brasil Open 2022.

A disputa de terceiro lugar no masculino foi realizada também neste domingo (8) entre Fluminense e Esporte Clube Pinheiros. No jogo, o ECP começou melhor e não deixou o jogo escapar nos quartos seguintes. A partida terminou com o placar de 10 a 7 e deu a medalha de bronze ao time do Pinheiros. 

"Mesmo com o momento difícil que o Fluminense vive, foi uma partida apertada. O Flu é um time de tradição e trouxe três estrangeiros, mas conseguimos garantir a terceira colocação! Para nós, a campanha no Open foi positiva! Resolvemos colocar alguns atletas jovens para atuar, como nosso goleiro, que está com apenas 20 anos". 

"O Pinheiros agora foca no trabalho para as competições do segundo semestre. Como auxiliar técnico da seleção observo que a vinda dos estrangeiros é sim importante! Poderiam ficar duas ou três semanas treinando nos clubes para termos um saldo ainda mais positivo. Mas só participar do Open é muito importante”, disse Roberto Chiappini, técnico do Pinheiros e auxiliar técnico do Brasil. 

VAVEL Logo