Guenther Steiner abre o jogo sobre planos com a Haas para 2022
Foto: Divulgação / Haas F1 Team

Guenther Steiner não é muito de falar com a imprensa, mas ele, diretor da Haas Team, disse que seria "loucura total" gastar dinheiro desenvolvendo seu carro atual de Fórmula 1, dadas as mudanças de regras que devem ser introduzidas na categoria a partir do próximo ano.

O VF-21 é essencialmente um modelo do ano passado, com algumas modificações para garantir que ele esteja em conformidade com o número limitado de mudanças de regras para 2021 — que incluiu ajustes no chão para reduzir o downforce.

Esse carro só era bom o suficiente para ficar em nono lugar no campeonato de construtores de 2020, não importa o quanto desenvolvimento e recursos foram colocados nele. Steiner aceitou que os ganhos seriam mínimos. Assim, eles concentraram a maior parte de seus recursos para 2022, quando um grande passo pode ser potencialmente feito com as regras já em jogo.

"O único desenvolvimento que fizemos foi nos adaptarmos às regras para este ano, então você não pode esperar que o carro melhore. Com a mudança de regra, o carro realmente piorou quando tiramos o downforce, então é um caso de quão pouco você pode fazer? No carro, eu sempre fui muito franco porque o carro é o que é este ano. Quando começamos o desenvolvimento em novembro do ano passado, sabíamos que não poderíamos alcançá-lo. Por que você gastaria [dinheiro]?"

"O carro estava ruim em 1919, não melhorou muito em 20 e de repente investimos um ano de desenvolvimento em um carro que só vai fazer 23 corridas? Quero dizer, isso seria uma loucura na minha opinião. Então, como todo mundo sabe, precisamos limitar isso [gastos], mas você sempre tenta tirar o melhor [do carro]. Você não diz: 'Eu não quero mais'", disse o diretor da Haas.

A Haas executará um carro ligeiramente atualizado em Ímola, adicionando peças que eles sabiam que não estariam prontas a tempo para a abertura da temporada no Grande Prêmio do Bahrein, mas então será apenas isso para upgrades ao resto da campanha.

"Conseguimos peças de alguma forma para o carro para Ímola, porque não conseguimos prepará-las para [Bahrein] então fizemos o que pudemos. Em algum momento você pergunta — se você colocar um grande investimento, vamos ser o sexto? Não. Vamos ser o sétimo? Não. O melhor que pudemos almejar foi o oitavo e então é um caso de, vale mesmo a pena investir seu futuro nos próximos seis meses e perder de vista os próximos cinco anos? Não. Para mim, sim, estaremos [no] de volta este ano, mas no próximo ano espero que possamos — ou o objetivo é — voltar para onde estávamos em 18 (quando terminaram em quinto no geral), não onde estávamos em 19 ou 20 (dois consecutivos nonos lugares)."

Então, com esse planos da Haas postos à luz, fica claro que a equipe estadunidense praticamente não conta com bons resultados em 2021, mas se prepara, e muito, para a temporada 2022. E você acompanha tudo aqui, na VAVEL Brasil.

VAVEL Logo