Bellucci tem jogo fácil, bate Renzo Olivo e está nas semis de Quito
Foto: Ecuador Open / Divulgação

A quadra central do Club Jacarandá, na cidade de Quito, sedia o torneio ATP 250 da cidade, onde o brasileiro Thomaz Bellucci busca novamente o caminho para final, que disputou ano passado, porém acabou perdendo. O adversário na fase de Quartas-de-Final desta sexta-feira (10) foi o argentino Renzo Olivo, atualmente 103º do ranking mundial. Apesar de jogar bem em saibro, o dia para o argentino foi péssimo, e em menos de 1 horas de partida, a vitória do brasileiro foi consumada com 6/2 e 6/1.

Logo no 1ºset, se percebeu a maneira diferente que ambos estavam jogando, em relação à intensidade. Enquanto Thomaz disparava golpes com sua potente canhota, Renzo não conseguia se defender bem, e muito menos contra atacar. O resultado foram 2 quebras de saque, e um set inteiro dominado pelo brasileiro em tudo. O brasileiro venceu todos os pontos quando colocou seu primeiro serviço em quadra, e não foram poucas vezes, mas um total 10. Já Olivo teve 15 saques de 1º serviço na quadra, e só conseguiu abocanhar 8 pontos para si, algo que explica as quebras e a baixa intensidade no jogo de ambos. Rapidamente, o 6/2 foi anotado.

O segundo set de um jogo de tênis profissional muitas vezes é a chance de uma virada, ou “remontada” de uma atleta que fez set anterior muito mal. Novamente duas quebras de saque, com baixo aproveitamento em seu serviço, o fizeram ser derrotado. Desta vez, apenas 14% dos pontos em 1º serviço de Olivo foram dele próprio. Para efeito comparativo, Bellucci sacou 8 vezes com 1º serviço dentro e outras 8 com o 2ºserviço dentro, ganhou todos os 16 pontos que sacou. O 6/1 no set foi inevitável.

Intensidade abaixo do normal de Olivo custou muito caro ao tenista argentino, que foi despachado em apenas 53 minutos de partida. Vale ressaltar também o forte ritmo que Bellucci empregou já no seu jogo anterior, quando bateu o sérvio Janko Tipsarevic em sets diretos. Empregando novamente forte ritmo, atropelou adversário que não estava em um bom dia de jogo. O brasileiro terá na sua semifinal amanhã o seu algoz na final de Quito ano passado, o dominicano Victor Estrella Burgos, que bateu o italiano Federico Gaio por duplo 6/4.

VAVEL Logo