Federer conquista marca histórica em dia cheio de jogos em Halle
Foto: Gerry Weber Open / Divulgação

O Gerry Weber Open, ou ATP 500 de Halle, na Alemanha, teve dia agitado nesta terça (20), com estreia de Federer, Nishikori e vários cabeças de chave importantes, além de bons jogadores na estreia destes.

CABEÇAS DE CHAVE AVANÇAM, MAS COM DIFICULDADES

Um dos principais cabeças de chave do torneio, o japonês Kei Nishikori teve vida difícil com o espanhol Fernando Verdasco. Após um 1º set resolvido no tie break e ainda com vitória de Fernando, o japonês precisou mostrar porque ainda é um TOP 10 mundial do tênis, além de ter um jogo que casa com quadras mais rápidas como a grama. Com placar de 6/3 e 6/4, ele confirmou a virada sobre o espanhol e avançou no torneio.

Outro cabeça que precisou dos 3 set foi o francês Lucas Pouille. Teve pela frente de novo o alemão Jan-Lennard Struff, a quem enfrentou e venceu na semana passada, na grama de Stuttgart, torneio ao qual ele venceu. A história foi relativamente parecida com Nishikori, com detalhe que o francês jogou mal no set de abertura e levou um 6/1. Após isso, até o placar foi parecido com o jogo de Keio, com 6/3 e 6/4 e Lucas conseguindo a virada sobre o tenista local.

O espanhol Roberto Bautista-Agut, cabeça 7 em Halle, começou muito bem seu confronto contra o argentino e lutador Carlos Berloq, aplicando o clássico pneu no set inicial. O jogo parecia estra bem fácil e Roberto teve uma queda de intensidade no 2º set, o suficiente para Berloq crescer e não apenas gerar dificuldade, como vencer por 6/4 e obrigar a disputa do 3º set. Nesta última parte do jogo, o espanhol mostrou porque era melhor jogador em grama do que Carlos e com 6/2, espantou qualquer chance de zebra em seu jogo.

BONS JOGOS DOS ALEMÃES EM CASA

Os irmãos Zverev fizeram bem seus papéis de protagonistas em casa, sendo Alexander, cabeça de chave 4, um dos postulantes ao título e fazendo sua estreia. Mischa teve pela frente o eslovaco Lukas Lacko, vindo do qualy. Em sets diretos e com duplo 6/4, o alemão segue no torneio. Seu irmão teve o italiano Paolo Lorenzi na estreia, e venceu de forma ainda mais rápida, marcando 6/3 e 6/2, sem quase nenhum susto.

Outro alemão na chave é o atual campeão do torneio, Florian Mayer. Ele teve pela frente o francês Benoit Paire, e seu costumeiro jogo de grandes bolas e lindas jogadas, com misto de desinteresse e jogo de “obrigação”. O resultado refletiu o espírito que Paire entrou em quadra: 6/0 e 6/4 para Mayer, que segue em frente na busca do bi e da defesa dos 500 pontos.

FEDERER E HAAS COMO PROTAGONISTAS DO DIA

O suíço Roger Federer, principal cabeça de chave de Halle, onde em 10 vezes, venceu 8, teve como adversário em sua estreia o japonês Yuichi Sugita, que é Lucky Loser na chave principal em simples. Sem muito trabalho e nenhum susto, venceu marcando 6/3 e 6/1, confirmando favoritismo e assim chegando a incrível marca de 1.100 vitórias na carreira dentro do circuito profissional da ATP, ficando atrás apenas do americano Jimmy Connoers, que detém o recorde de 1253 vitórias na carreira.

Apesar deste recorde, o dia foi de celebração para o alemão Tommy Haas. Ex-número 2 do mundo, ele fez sua estreia no torneio, contando com Wild Card para disputá-lo, contra o australiano Bernard Tomic, que fez belo jogo e ganhou em sets diretos, marcando duplo 6/4 sobre Haas. O alemão se despediu do torneio que venceu por 2 vezes na carreira, carregando sua filha Valentina nos braços e recebendo os demorados aplausos de toda a torcida, que lotou a Gerry Weber Arena para esta partida.

Haas venceu Federer e fez quartas em Stuttgart semana passada, porém se desapontou um pouco com sua performance nesta terça, o que não tirou a emoção da despedida em torneio que ele considera muito especial.

OUTROS DESTAQUES DO DIA

O russo Karen Kachanov venceu, em 3 sets, o francês Gilles Simon, em bela partida, assim como o holandês Robin Haase, que precisou dos mesmos 3 sets para vencer o espanhol David Ferrer.

O jogo dos “velhnhos” foi entre o russo e vindo do qualy Mikhail Youznhy e o croata Ivo Karlovic. Apesar das ameaças de grande número de aces, Doctor Ivo não jogou bem com o saque e viu Youzhny vencer em sets diretos, marcando 6/3 e 7/6.

VAVEL Logo