Kasatkina vira contra Bouzkova e conquista o Phillip Island Trophy
Foto: Divulgação/WTA

Após quase três anos, a russa #75 Daria Kasatkina voltou a comemorar uma conquista no circuito da WTA. Ela bateu na madrugada desta sexta-feira (19) a tcheca #50 Marie Bouzkova, por 2 sets a 1, parciais de 4/6, 6/2 e 6/2, em 2h10, e levou para casa o troféu do Phillip Island Trophy, em Melbourne.

Esta foi a terceira conquista de Kasatkina no circuito profissional, após ganhar os torneios de Charleston e Moscou, em 2017 e 2018, respectivamente.

O Phillip Island Trophy foi um torneio da série WTA 250 disputado no mesmo complexo do Australian Open com tenistas que foram eliminadas antes da segunda semana no primeiro Slam do ano.

Com um primeiro set muito equilibrado, inclusive nos erros, a vitória foi decidida nos detalhes. Após cinco quebras de serviço no total, Bouzkova levou a melhor ao converter seu terceiro break point, justamente no décimo e decisivo game, fechando a parcial em 6/4. A tcheca aproveitou bem seu primeiro serviço, onde obteve quase 70% de aproveitamento.

A partir do segundo set, Kasatkina entrou de vez em quadra e liquidou a fatura com certa facilidade. Diminuindo a quantidade de erros, a russa conseguiu neutralizar o jogo da adversária, conseguindo quebrar o serviço por duas vezes e ter aproveitamento de 94% dos pontos tentados no primeiro serviço, obtendo a vitória por 6/2.

No terceiro set, mais um passeio de Kasatkina. A russa conseguiu, novamente, mais de 90% de aproveitamento dos pontos no primeiro serviço, quebrou o serviço de Bouzkova três vezes e fechou a parcial novamente em 6/2 e o jogo em 2 sets a 1.

Ao todo, a russa conseguiu quatro aces e 35 winners, cometendo 25 erros não-forçados. Já Bouzkova obteve apenas um ace, 31 winners e 39 erros não-forçados.

O choro após o título foi a demonstração de que o triunfo na Austrália é um alento para que Kasatkina possa transformar a expectativa em cima dela em realidade. Até aqui, a carreira da jovem de 23 anos possui altos e baixos, sendo o melhor ano em 2018, quando terminou no top 10. Desde então, não correspondeu e acumulou campanhas pífias nos principais torneio, tornando-se, em suma, mera coadjuvante.

Desde 2019, Kasatkina alcançou, no máximo, a segunda rodada dos torneios das oito edições de torneios Grand Slam que disputou, já contando com a edição 2021 do Australian Open. Das oito jornadas, seis acabaram logo na primeira rodada.    

VAVEL Logo