Siniakova toma 'pneu', mas se recupera e surpreende Muguruza em Montreal
Foto: Divulgação/Omnium Banque Nationale

A primeira tenista garantida nas oitavas de final do WTA 1000 de Montreal é a tcheca #55 Katerina Siniakova. Ouro nas duplas em Tóquio há dez dias, ela derrotou nesta terça-feira (10) a #9 Garbiñe Muguruza, cabeça de chave 5, em três sets, parciais de 6/2, 0/6 e 6/3, em 1h58. Este foi o terceiro confronto entre as duas, e a segunda vitória de Siniakova.

Siniakova, que bateu Ostapenko na estreia, foi quebrada na única chance que cedeu no primeiro set, logo no segundo game, mas não foi mais ameaçada até o fim do set. Ela venceu seis games consecutivos e fechou a primeira parcial em 6/2, após 37 minutos.

Na segunda parcial, Muguruza, que estava de folga na primeira rodada, subiu o nível no saque, enxugou o número de erros não-forçados e atropelou. Vencendo 13/20 pontos no serviço e cinco winners no total, ela fez 6/0 em 34 minutos, igualando a disputa.

O set final começou bem diferente dos outros, com muito equilíbrio. As duas mostraram ótimo condicionamento físico, apesar de problemas no saque - foram quatro quebras consecutivas para iniciar a parcial. A primeira confirmação de saque foi de Muguruza, no quinto game. Depois disso, ela parou o jogo e pediu atendimento por causa de uma bolha na mão. Ela voltou para o jogo, mas não no mesmo ritmo.

Siniakova venceu 16 dos 18 pontos subsequentes ao tempo médico de Muguruza e garantiu sua segunda vitória diante de uma top 10 no ano: 6/3, em 47 minutos.

No aguardo de uma rival

A adversária de Siniakova nas oitavas do Omnium Banque Nationale ainda está longe de ser conhecida, já que suas possíveis rivais ainda nem jogaram as partidas de primeira rodada. Ela vai enfrentar quem sobreviver dos confrontos entre a #19 Elena Rybakina contra a #52 Ludmilla Samsonova e da #48 Sara Sorribes Tormo diante da wildcard #291 Carol Zhao.

VAVEL Logo