Em jogo eletrizante, Sesc-RJ supera adversidades e vence Hinode Barueri
(Foto: Divulgação/Sesc-RJ)

No último jogo da noite de sexta-feira (20), pela segunda rodada da Superliga Feminina de Vôlei 2017/2018, um confronto do maior vencedor da competição, Sesc RJ, contra o estreante Hinode Barueri (SP), com o encontro dos técnicos multicampeões Bernardinho e José Roberto Guimarães. Um jogo extremamente equilibrado e, no final, melhor para o time carioca, que virou o jogo e venceu por 3 sets a 2, com parciais de 24/26, 23/25, 25/22, 25/23 e 15/12.

A ponteira Drussyla foi um dos destaques da partida e a mais votada no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). Com isso, a jogadora foi eleita a melhor da partida e foi premiada com o Troféu VivaVôlei CIMED. Drussyla ainda foi a maior pontuadora da partida, com 26 acertos. Pelo Hinode Barueri, a maior pontuadora foi Edinara, com 21 pontos.

Na terceira rodada o Sesc RJ irá ao interior de São Paulo enfrentar o Renata Valinhos/Country (SP) na próxima quinta-feira (26.10), às 21h30, com transmissão ao vivo do SporTV. O Hinode Barueri jogará contra o Sesi-SP, na casa do adversário, no dia seguinte, às 19h.

Resumo da partida

Gabi Guimarães abriu o placar do jogo a favor do Sesc RJ. Ednara respondeu para o Hinode Barueri. As equipes seguiram trocando pontos. Com Vivian, o time da casa abriu dois de vantagem em 7/5. A equipe paulista buscou e deixou tudo igual em 9/9. Na sequência, o Sesc RJ abriu boa vantagem em 12/9. O jogo voltou a ficar equilibrado e, no erro das donas da casa, o Hinode Barueri chegou ao ponto de empate em 14/14.

O time do Rio de Janeiro mais uma vez colocou vantagem (18/15) e José Roberto Guimarães pediu tempo. O Hinode reagiu e, com Érika, encostou em 20/21. Foi a vez de Bernardinho pedir tempo. A reta final do set foi bem disputada. No bloqueio de Fê Isis, 23/23. No ponto de saque de Ana Cristina, 24/23 para o time paulista. Monique atacou pela saída e fez 24/24. No final, 26/24 para o Hinode Barueri.

Vivian abriu o segundo set com ponto de saque. Fê Isis bloqueou três vezes e fez 3/1 para o Hinode Barueri. Com mais dois pontos de bloqueio, dessa vez de Saraelen, o time visitante chegou a 8/4. Bernardinho pediu tempo. No ponto de saque de Saraelen, o Hinode abriu cinco de vantagem: 10/5. A diferença se manteve em 14/9.

O Sesc RJ reduziu a desvantagem e, com Natiele pontuando bem, fez 12/14. Na sequência, as donas da casa encostaram em 14/15. Mais uma vez, o Sesc RJ encostou no placar (16/17) e o técnico adversário pediu tempo. Edinara marcou 20/17 e Bernardinho pediu tempo. Bem no bloqueio, o Hinode Barueri chegou a 23/18. O time carioca reagiu e encostou em 23/24. E Suelle fez 25/23 para o time paulista.

(Foto: Erbs Jr)

O terceiro set começou com equilíbrio (4/4). Saraelen pontuou no bloqueio e o Hinode Barueri fez 5/4. O Sesc RJ chegou ao ponto de empate em 7/7 e, com Drussyla, assumiu o comando do marcador: 8/7. No bloqueio, o time da casa marcou 12/11. Em boa passagem de Gabi Guimarães pelo saque, o Sesc RJ chegou a 15/12 com ponto de bloqueio e o adversário parou o jogo com pedido de tempo.

O Hinode Barueri buscou e encostou em 15/16. Quando o placar ficou igual em 17/17, o comandante do time do Rio de Janeiro pediu tempo. A parcial ganhou emoção na reta final quando Gabi Guimarães marcou 20/19. No erro do adversário, o Sesc RJ ainda chegou a 22/19. Mayhara fez 23/20. No final, vitória carioca: 25/22.

O Sesc RJ voltou melhor para o quarto set e, no ace de Natiele, fez 3/1. O Hinode Barueri, no entanto, não deixou o time da casa abrir e virou o jogo em 6/5. Fê Isis pontuou pelo meio e colocou o time paulista com dois de vantagem: 10/8. O Hinode ainda chegou a 11/8 e Bernardinho pediu tempo. O time da casa encostou no placar (14/15) e Drussyla deixou tudo igual na jogada seguinte. O marcador ficou igual em 17/17. Gabi Guimarães colocou o Sesc RJ na frente em 18/17. Gabi Guimarães marcou 22/20. O Sesc RJ chegou a 24/22, o Hinode Barueri encostou em 23/24 e Drussyla fechou o set em 25/23.

O Hinode Barueri saiu na frente e marcou 2/0. O Sesc RJ deixou tudo igual em 2/2. Com Suelle, as visitantes voltaram a abrir vantagem (5/2) e Bernardinho pediu tempo. No 5/3, Gabi Guimarães caiu de mal jeito depois de um ataque e saiu da partida. O time do Rio encostou em 6/7 e deixou tudo igual em 7/7. Zé Roberto pediu tempo. No erro do adversário, o Sesc RJ abriu dois: 10/8. A parcial voltou a ficar igual em 10/10 e depois em 12/12. Mas só deu Sesc-RJ na reta final, fechando em 15/12.

VAVEL Logo