Em jogo de cinco sets, Cruzeiro supera Sesi-SP e larga na frente pela final da Superliga
Foto: Renato Araújo/Sada Cruzeiro

Em jogo de cinco sets, Cruzeiro supera Sesi-SP e larga na frente pela final da Superliga

Equipe estrelada faz 3 a 2 diante de um Ibirapuera lotado e buscará hexacampeonato diante da sua torcida

thais-alcantara
Thaís Alcântara

O Ginásio Ibirapuera foi palco de mais um grande jogo na tarde desse sábado (28). Cruzeiro e Sesi-SP entraram em quadra diante de pouco mais de 10 mil torcedores em busca da primeira vitória na final da Superliga Masculina. E com uma atuação de luxo do trio Leal, Evandro e Uriarte, o time celeste bateu o time paulista por 3 a 2 (25/23, 25/27, 26/24, 22/25 e 15/12) e sai em vantagem na luta pelo sexto troféu. O levantador argentino, Nicolás Uriarte ficou com o Viva Vôlei. 

A Raposa começou o jogo arriscando bastante no saque, e a potência despejada no fundamento deu resultado. Em um belo saque de Leal, o Cruzeiro já começou a construir sua vantagem (5/2). Sofrendo com as pancadas que vinham do lado azul, o Sesi-SP errava muito e facilitava pro time estrelado que chegou a abrir sete pontos de vantagem (14/7).

Quando o Cruzeiro parecia ter encaminhado uma vitória fácil no set, o Sesi-SP reagiu sob o comando do Lucão, e num ace do central paulista, os mineiros viram os adversários encostar no placar (17/15). Os donos da casa mudaram o estilo do saque e passou a dificultar para a defesa celeste e, em mais um ace, agora de Lipe, empataram o jogo (19/19). Apesar da vantagem desfeita, a Raposa seguiu melhor e em um erro de Douglas Souza fechou o set em 25 a 23.

O segundo set começou no mesmo ritmo do anterior. O Cruzeiro seguia superior ao adversário e com  Evandro sendo a bola de segurança. O Sesi-SP não se entregava e buscou o empate na bola rápida de Lucão pelo meio (12/12). Mas ai apareceu toda a categoria do ponteiro Leal que colocou a equipe celeste em vantagem de novo (16/12). Depois de Rubinho parar o jogo, os paulistas reagiram e buscaram a virada (19/18). O set seguiu com muito equilíbrio até que o toque de Felipe na rede deu a vitória para os paulistas na parcial, 27 a 25.

O equilíbrio ditou o tom na terceira parcial. As equipes seguiram trocando pontos e agarradas no placar até a parte final do set (18/18). E num jogo tão equilibrado, uma vantagem de dois pontos para o Sesi-SP na reta decisiva parecia determinante para a história do set. Mas do outro lado, Leal seguia desequilibrando e virou o placar para 25 a 24 em favor da Raposa, que não desperdiçou a chance de levar a parcial e fez 26 a 24 quando Isaac fechou a porta pro ataque de Douglas Souza.

O Sesi-SP entrou pro quarto set lutando pela sobrevivência, e apesar do começo ter sido equilibrado, os donos da casa conseguiram abrir uma vantagem (17/12) que lhe dava tranquilidade pra forçar o tie-break. Apesar do jogo parecer controlado, do outro lado tinha o Cruzeiro, que buscou a reação e virou o set para 21 a 20. Mas o Sesi-SP não podia se dar ao luxo de perder, e com boa sequência de saques de Alan, o time de São Paulo se aproximou da vitória que se concretizou após o ponteiro Felipe errar o ataque e dar números finais ao set, 25 a 22 para os paulistas.

Na parcial decisiva o Cruzeiro entrou avassalador e fez 8 a 4, o que indicava uma vitória fácil. Mas com a força da sua torcida, o Sesi-SP buscou a reação e virou para 9 a 8. E na hora decisiva do set, a Raposa mostrou toda a experiência de uma equipe multi-campeã. E pressionado pelo bloqueio adversário, Lipe bateu a mão na rede e deixou os mineiros bem próximo da vitória no primeiro jogo (14/11). Alan ainda deu uma sobrevivência para o Sesi-SP, mas Leal não desperdiçou a chance de colocar o Cruzeiro à frente na luta pelo título e fechou o jogo fazendo 15 a 12 na quinta parcial.

O próximo duelo será nos domínios celeste, no próximo domingo (06) no Ginásio do Mineirinho, às 9h10. Com a derrota, o Sesi-SP terá que vencer para forçar a decisão no golden set.

VAVEL Logo

Vôlei Notícias

há 22 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há 3 meses
há 5 meses
há 5 meses