Com atuação de gala, Bruna Honório destaca preparação: “Treinei mais que o normal”
Foto: Orlando Bento/ MTC

Com atuação de gala, Bruna Honório destaca preparação: “Treinei mais que o normal”

A oposta fez uma grande partida e ajudou a equipe minastenista a avançar de fase

matheusalcantara
Matheus Alcântara

O Minas venceu o Fluminense nessa terça-feira (22) por 3 sets a 1 (25/22, 25/17, 22/25 e 25/16), na Arena MTC, e avançou para a semifinal da Copa BrasilBruna Honório, oposta da equipe mineira, fez uma bela partida, e foi a maior pontuadora pelo lado minastenista.

Com saque viagem, a atleta castigou a recepção adversária, e fez ótimas passagens pelo fundamento.

No ataque não foi diferente. Bastante acionada, a jogadora não aliviou e carimbou a quadra adversária. O bloqueio carioca não conseguia parar seus ataques. 

Considerando que jogou um pouco abaixo na última partida, Bruna comentou que se dedicou ainda mais aos treinos para atuar em grande nível.

“Eu vim de um jogo um pouco abaixo, eu coloquei o pezinho no chão, treinei mais que o normal, pra entrar bem, porque precisa de todo mundo, todas peças são importantes pra um torneio de tiro curto. E a gente agora vai pra Gramado, pra semifinal”, frisou.

Natália está voltando aos poucos

Poupada nas últimas partidas, devido a uma lesão no joelho, uma das estrelas do Minas, a ponteira Natália, entrou em quadra nessa quarta de final. 

A ponteira começou como reserva, mas entrou ao longo do primeiro e segundo set, e fez os pontos que fecharam ambos os sets.

Na quarta parcial, a campeã olímpica iniciou como titular e entrou de vez no jogo. 

Segundo Natália, ela ainda está sentindo o joelho, mas está voltando às quadras aos poucos: “Estou voltando aos poucos na verdade, porque tem todo um processo de reabilitação, ainda não estou saltando muita coisa, de quantidade, então a gente está aumentando progressivamente durante a semana. Hoje eu fiz um pouquinho a mais (saltos). Então a gente vai ter que ir dosando (quantidade de saltos) nessas primeiras duas semanas”.

A atleta foi caçada no saque pela equipe carioca, no entanto a ponteira avalia que é normal, já que está fora das quadras há mais de um mês.

“É normal, estou praticamente há um mês sem jogar, fiquei um tempinho sem treinar também. Então é normal. A Gabizinha é uma excelente passadora também. Normalmente eles já me caçam, mas está ótimo. Sei que tenho coisas para melhorar, mas é só pegar ritmo e voltar como eu estava antes”, finalizou.

VAVEL Logo