Itambé/
Minas supera Pinheiros em casa e assume liderança da Superliga
Foto: Orlando Bento/ MTC

Itambé/ Minas supera Pinheiros em casa e assume liderança da Superliga

Em uma atuação de gala do início ao fim, mineiras venceram por 3 a 0, tomando primeiro posto do Praia Clube

thais-alcantara
Thaís Alcântara

Pela quarta rodada do returno da Superliga Feminina 2019, o Itambé/Minas recebeu o Pinheiros na noite desta terça-feira (5), na Arena MTC. Além de comemorar com sua torcida o título da Copa Brasil, conquistado no último sábado, o time da Rua da Bahia teve mais um motivo para festa: vitória por 3 a 0 (25/11, 25/20 e 25/20). A líbero Léia levou o troféu VivaVôlei.

O triunfo, aliado ao tropeço do rival Praia, alçou o Minas para a liderança isolada da competição, com 41 pontos. Já o Pinheiros se manteve na nona posição, com 14, ainda na briga para chegar a zona de classificação para os playoffs.

As novas líderes da Superliga voltam a jogar na próxima sexta-feira (8), contra o Fluminense, em Belo Horizonte. No mesmo dia, o Pinheiros vai até o Rio de Janeiro enfrentar o Sesc.

Como foi o jogo

Motivado pelo título conquistado no fim de semana, o Minas começou o duelo comandando as ações e no bloqueio de Carol Gattaz, abriu vantagem no marcador (5/2). O Pinheiros não oferecia resistência e com dois bloqueios seguidos da central Mara, o placar já apontava 16 a 7. Sem muitas dificuldades, as mineiras fecharam o set com bloqueio duplo para cima da ponteira Natália: 25/11.

O inicio da segunda parcial foi marcado pelo equilíbrio e o empate prevalecia. O Pinheiros conseguiu uma pequena vantagem, quando o bloqueio mineiro tocou na rede (4/6). Entretanto, o Minas buscou a reação e na categoria de Gabi, virou o jogo (15/14). Com a mão calibrada na partida, Bruna Honório aumentou a folga minastenista na liderança do placar: 21 a 18. E com outra pancada, a oposta fechou o set em 25 a 20.

Perdido em quadra, o Pinheiros teve ainda mais dificuldades no terceiro set. Errando muito, as paulistas ainda viam as adversárias impecáveis no ataque e, na pancada de Lana, a vantagem era de seis pontos (8/2). O Minas seguia superior e a vitória ficou ainda mais próxima quando Malu virou duas bolas em sequência (18/10). Com a eminente vitória, o técnico Lavarini aproveitou para rodar o elenco e as visitantes até tentaram uma reação, mas Mari Cassimiro atacou na rede, dando números finais ao jogo, em 25 a 20.

VAVEL Logo