Sesi-SP vence Vôlei Um Itapetininga e se aproxima da semifinal na Superliga
Foto: Amanda Demétrio/Sesi-SP

Sesi-SP vence Vôlei Um Itapetininga e se aproxima da semifinal na Superliga

Diante da torcida, time da capital paulista domina os adversários e sai à frente nas quartas com a vitória por 3 a 0

thais-alcantara
Thaís Alcântara

O Sesi-SP cumpriu bem o dever de casa na primeira partida das quartas de final da Superliga Masculina. Melhor equipe da fase classificatória, os comandados de Rubinho venceram o Vôlei um Itapetininga por 3 a 0 (25/23, 25/19 e 25/19), na Vila Leopoldina, na noite deste sábado (23). O ponteiro Lucas Lóh foi eleito o melhor em quadra e levou o troféu VivaVôlei. 

Os dois times voltam a se encontrar na próxima quinta-feira (28), desta vez no ginásio Ayrton Senna. Para o Itapetininga não resta outra opção se não a vitória para forçar o terceiro jogo da série. 

Como foi o jogo

O Sesi começou melhor na virada de bola e saiu na frente no marcador: 6 a 3, na bola de xeque aproveitada por Alan. Na boa passagem de Price pelo saque, o Itapetininga diminuiu o prejuízo: 14 a 13. Quando os mandantes abriram vantagem no placar (21/17), o set parecia encaminhado para a vitória. Entretanto, o Vôlei Um buscou nova reação e empatou no ataque de Daniel Martins: 22 a 22. O confronto seguiu sendo disputado ponto a ponto até que Lipe cravou a bola na quadra adversária e garantiu o triunfo do time da capital: 25 a 23.

O início da segunda etapa foi marcado pelo equilíbrio entre as equipes: 7 a 7. No ataque de Lucas Lóh, o Sesi-SP conseguiu uma pequena folga à frente do placar: 11 a 9. Com alto aproveitamento de saque, o time da casa construiu uma vantagem que lhe deixou tranquilo para garantir mais um set: 20 a 15, no ace do oposto Alan. Na bola de habilidade de Lucas Lóh na diagonal, a vitória foi confirmada: 25 a 19

Tranquilo no duelo, o Sesi-SP entrou confiante na terceira parcial e abriu no marcador: 5 a 1. No ace de Lipe, os mandantes já tinham o dobro de pontos do Itapetininga: 12 a 6. Abusando dos erros, principalmente no saque, a virada do time do interior paulista ficava cada vez mais complicada: 17 a 11. No saque errado de Sanchez, o melhor time da fase classificatória confirmou a vitória por 25 a 19, cumpriu o dever de casa e aproximou da semifinal da Superliga.

VAVEL Logo