Com show de Hooker, Osasco vence Barueri e vai às semis da Superliga
Foto: Reprodução/Twitter/Osasco

Com show de Hooker, Osasco vence Barueri e vai às semis da Superliga

Oposta americana marcou 33 pontos e comandou a vitória por 3 a 1 no clássico paulista

thais-alcantara
Thaís Alcântara

A Superliga Feminina conheceu mais um semifinalista da temporada 2018/19. Na série que prometia ser a mais equilibrada, deu Audax-Osasco, que venceu o Hinode Barueri, na noite desta terça-feira (26), por 3 sets a 1 (21/25, 23/25, 25/23 e 23/25), no ginásio José Corrêa. Bola de segurança da levantadora Claudinha, a americana Destinee Hooker foi a maior pontuadora e levou o troféu VivaVôlei. 

Após perder a primeira partida da série, o Osasco esteve perto de uma eliminação precoce no torneio. Entretanto, o time mostrou poder de reação, virou a série para dois a um, eliminando as rivais e garantindo a vaga para enfrentar o Itambé/Minas. Os dias e horários para a próxima fase serão definidos pela CBV. 

Como foi o jogo

O clássico decisivo começou equilibrado: 6 a 6. Aos poucos, o Osasco começou sacar melhor e quebrou a recepção das donas da casa: 15 a 12, na bola de xeque de Paula Pequena. O Barueri, sob comando de Skowronska, reagiu e deixou tudo igual na reta final: 19 a 19. Aproveitando das falhas na defesa adversária, as visitantes fecharam o primeiro set em 25 a 21 e largaram na frente na disputa pela semifinal. 

A segunda etapa iniciou com o mesmo roteiro da anterior. As equipes trocavam pontos e a igualdade prevalecia: 4 a 4. Bem marcada pelo bloqueio osasquense, Skowronska tinha dificuldades de colocar a bola no chão e as visitantes aproveitaram pra disparar no placar: 9 a 5. Sofrendo com o volume de jogo adversário, o Barueri via as rivais aumentarem a vantagem: 16 a 11, no erro de ataque de Skowronska. Quando o set parecia ter escapado, as donas da casa reagiram e buscaram o empate no bom saque de Maira: 19 a 19. Sem desperdiçar contra-ataques, o Osasco aproveitou aproveitou a oportunidade e garantiu mais uma parcial no ataque de Paula Pequeno: 25 a 23

Embaladas, as visitantes começaram forte o terceiro set e saíram na frente: 6 a 3, no ace de Hooker. Jogando pela sobrevivência, o Barueri forçou o saque e virou o placar: 7 a 6, no ataque de Amanda. O duelo permaneceu equilibrado até a metade da etapa e nenhuma das equipes desgarravam no marcador: 16 a 16. Mais equilibradas em quadra, as donas da casa melhoraram na partida e abriu vantagem no momento decisivo: 21 a 17. 

Entretando, os problemas que assombraram o time de Zé Roberto voltaram a aparecer, as atacantes não viravam bolas e o Osasco deixou tudo igual: 21 a 21. Trocando pontos até o final, o Barueri contou com o erro de ataque de Paula Pequeno para fechar o set e se manter vivo na luta pela vaga: 25 a 23

O início da quarta parcial trouxe um alívio pra levantadora Dani Lins. A oposta Skowronska entrou no jogo e colocou seu time à frente: 3 a 0. Mas, se a polonesa comandava de um lado, Hooker não ficava pra trás e, com dois aces, colocou o Osasco em vantagem: 7 a 6. As equipes seguiram se alternando na liderança do placar até o final do set, deixando o duelo em aberto. Hooker errou o ataque e o Barueri assumiu o controle do placar num momento decisivo: 23 a 22. Entretanto, a americana chamou a responsabilidade, virou a partida e garantiu as visitantes na semifinal: 25 a 23.

VAVEL Logo