Entrada de leão: Sporting vence tranquilamente o Marítimo por 2-0

O Sporting CP bateu este Sábado o Marítimo por 2 tiros sem resposta, em jogo a contar para a jornada 1 da Liga NOS 2016/2017, valendo os disparos de Coates e Bryan Ruiz a colorirem o resultado.

Entrada de leão: Sporting vence tranquilamente o Marítimo por 2-0
O Sporting conquistou a primeira vitória do Campeonato // Foto: Facebook do Sporting CP

A Liga NOS está finalmente de volta, e este Sábado o Estádio de Alvalade vestiu-se a rigor para o empolgante Sporting 2 - 0 Marítimo. Nas bancadas estiveram presentes cerca de 42 000 espectadores, e nas 4 linhas leões e madeirenses proporcionaram um excelente jogo de futebol. Com Slimani fora do duelo, Jorge Jesus foi obrigado a improvisar uma dupla de ataque, mas nem mesmo a ausência do argelino impediu Coates e Bryan Ruiz de fazerem o gosto ao pé. Os 3 pontos conquistados permitem aos verde e brancos colarem-se a Porto e Benfica na frente do campeonato.

Primeira parte: Coates teve na cabeça o que Patrício segurou

O Estádio de Alvalade foi o palco de mais um empolgante duelo da Liga NOS. No 11 inicial de Jorge Jesus relevo para a presença de João Mário, que subiu para as 4 linhas numa semana em que foi dado como certo no Inter de Milão. Na frente ofensiva leonina, a dupla improvisada composta por Bryan e Alan Ruiz foram as principais setas apontadas às redes do Marítimo. Os madeirenses, por sua vez, viajaram até Lisboa para tentar conquistar, no mínimo, o empate. O ambiente nas bancadas esteve ao rubro e a nova época de leões e madeirenses começou de forma escaldante.

Os sportinguistas deram o pontapé de saída na partida e o Sporting entrou firme na busca pelo golo, com relevo para uma subida veloz de João Pereira, que serviu João Mário para um tiro forte e muito perto do alvo, logo nos instantes iniciais. Ao minuto 4, Adrien puxou do gatilho e atirou potente, dando mais um sinal de que o leão entrou decidido a rugir bem alto.

O Marítimo apresentou uma postura cautelosa, mas os insulares não hesitaram em aproveitar um deslize dos pupilos de Jorge Jesus para provocar calafrios a Rui Patrício. Na cara do golo, Baba viu o guardião leonino defender uma bola que todos já pensavam ver dentro da baliza. Os verde e brancos reagiram ao susto e João Mário acabaria por bater o canto, que resultaria no golo de Coates. O central uruguaio teve cabeça para fugir aos insulares, aproveitando um cruzamento excelente de João Mário para inaugurar o marcador ao minuto 21.

Coates fez as bancadas de Alvalade vibrarem com o 1º golo //  Foto: Facebook do Sporting CP
Coates fez as bancadas de Alvalade vibrarem com o 1º golo //  Foto: Facebook do Sporting CP

O Marítimo não baixou os braços e apanhou o leão desprevenido para falhar o empate por centímetros. O maritimista Alex Soares rematou ao lado depois da bola ter embatido no ferro, acentuando a boa reacção do Marítimo ao tento sofrido. Antes de terminar o primeiro tempo foco ainda para a combinação de Adrien com Alan Ruiz, que levou o esférico até João Mário, que ficou a um palmo de festejar.

Segunda parte: Bryan tranquilizou Alvalade

A segunda etapa do duelo baixou drasticamente o ritmo e foram os leões a dominarem as operações, limitando-se a trocar o esférico com segurança sem que o Marítimo criasse muitos calafrios a Patrício. Para os segundos 45 minutos Jorge Jesus optou por lançar Bruno César para oferecer maior critério à ala esquerda dos leões. A entrada em jogo sportinguista voltou a ser forte e Gelson decidiu cavalgar pelo flanco direito, livrando-se muito bem dos insulares e servindo João Mário, que voltou a levar as mãos à cabeça ao ver o seu tiro passar ao lado do poste.

Instantes volvidos e o mesmo João Mário insistiu em rematar, mas o guardião maritimista negou o tento ao leão. A superioridade leonina foi uma constante na segunda parte e nem precisou de carregar muito no acelerador. Na conversão de um livre, o Sporting mostrou como se constrói um lance de labratório, com João Mário a servir Rúben Semedo, que por sua vez deixou a bola favorável para Coates ficar perto de bisar na partida. O golo leonino estava no horizonte e ao minuto 60 chegou mesmo por intermédio de Bryan Ruiz. O leão surgiu oportunamente na zona do ponta de lança, dando sequência a um passe extraordinário do jovem Gelson Martins.

Bryan Ruiz fechou o marcador // Foto: Facebook do Sporting CP
Bryan Ruiz fechou o marcador // Foto: Facebook do Sporting CP

A partir daqui os pupilos de Jesus baixaram ainda mais o ritmo de jogo, e o Marítimo não passou de uma sombra do bom futebol praticado no primeiro tempo. Foco ainda para um livre fantástico do melhor em campo Adrien, que obrigou Gottardi a uma parada soberba, neste que foi talvez o lance mais bonito da segunda parte. Em suma, o Sporting vence justamente o duelo da jornada 1 do campeonato, mas o Marítimo merecia um golo, tendo em conta que desperdiçou algumas ocasiões na primeira metade do jogo.