À procura da boa fase, Cruzeiro e Ponte Preta se enfrentam no Mineirão

Longe de serem protagonistas da competição, equipes precisam vencer para alcançar os objetivos imediatos; Macaca luta por G-6 e Raposa contra o Z-4

À procura da boa fase, Cruzeiro e Ponte Preta se enfrentam no Mineirão
Foto: Marcello Zambrana/Light Press/Cruzeiro
Cruzeiro
Ponte Preta
Cruzeiro: RAFAEL; EZEQUIEL, LÉO, BRUNO RODRIGO E EDIMAR; HENRIQUE E LUCAS ROMERO; RAFAEL SOBIS, ROBINHO E RAFINHA; RAMÓN ÁBILA. TÉCNICO: MANO MENEZES.
Ponte Preta: ARANHA; NINO PARAÍBA, ANTÔNIO CARLOS, FÁBIO FERREIRA E REINALDO; ELTON, WENDEL E GALHARDO; FELIPE AZEVEDO, POTTKER E ROGER. TÉCNICO: EDUARDO BAPTISTA.
ÁRBITRO: ANDERSON DARONCO (RS), AUXILIADO POR RAFAEL DA SILVA ALVES (RS) E ELIO NEPOMUCENO DE ANDRADE JUNIOR (RS).
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 29ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE 2016, A SER REALIZADA NESTE SÁBADO (8), ÀS 21H, NO MINEIRÃO, EM BELO HORIZONTE/MG.

Cruzeiro e Ponte Preta se enfrentam neste sábado (8), às 21h, no Mineirão, mirando na vitória para deixar os problemas, por hora, para trás. As equipes não estão em situação confortável na competição e um resultado positivo pode mudar as expectativas de ambas. A Macaca briga no meio da tabela por uma vaga no, agora, G-6, enquanto o Cruzeiro luta para não ser rebaixado. A partida é válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro e o jogo é o único deste sábado.

Dos dois, a situação do time celeste é a mais complicada. Apesar de ter vencido o Grêmio, por 1 a 0, na última rodada, a equipe mineira ocupa hoje a 17ª colocação na tabela de classificação. O cenário é devido à vitória do Internacional, por 1 a 0, diante do Coritiba, nesta rodada. As equipes do sul também são rivais diretas da Raposa na parte de baixo da tabela.

Mesmo não estando muito distante da luta contra o rebaixamento, a Ponte Preta tem o foco na parte de cima. A equipe é a 10ª colocada e briga por uma vaga na Libertadores. Entretanto, a Macaca não tem sido eficaz nas últimas rodadas e acumula três jogos sem vitória, sendo duas derrotas e um empate. Na última rodada, o algoz foi o Atlético-MG, que derrotou a equipe campineira, no Moisés Lucarelli, por 2 a 1.

Apesar de desfalques pontuais, os times que vão à campo contam com a força máxima do elenco. Mano Menezes não fez mistério como nos últimos compromissos. Eduardo Baptista não definiu os onze titulares, mas conta com a volta de jogadores importantes para compor o time. O Cruzeiro se deu bem no primeiro turno. Jogando em Campinas, a Raposa goleou a Macaca por 4 a 0, em um dos poucos bons momentos sob o comando do técnico Paulo Bento.

Com desfalques pontuais, Cruzeiro busca sequência positiva em casa

A Raposa conta com três desfalques. O zagueiro Manoel e o volante Ariel Cabral estão suspensos. De Arrascaeta está à serviço da Seleção do Uruguai na disputa das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018. Na zaga, Léo será o titular. No meio-campo, o argentino Lucas Romero preenche a posição do seu compatriota, enquanto Rafinha assume a lacuna deixada pelo uruguaio na armação das jogadas.

Mano Menezes exalta a função tática de Lucas Romero no Cruzeiro para surpreender o adversário. "Dentro de uma variação dos jogadores que temos, pelas características, Romero se adequa mais para fazer transposição de posse. A equipe precisa disso. Ele foi o escolhido. Percorre distância mais rapidamente e pressiona. No jogo passado já conseguimos roubar a bola ofensiva muitas vezes. E em casa pega o adversário desorganizado, saindo", disse.

A Raposa não é uma equipe regular atuando em seu domínio, porém o fator casa tem que render bons frutos para que o time consiga se afastar do Z-4. O meio-campista Robinho destaca a importância de melhorar as atuações em casa. "Precisamos de uma sequência boa dentro de casa, melhoramos contra o Grêmio. O jogo contra a Ponte Preta ainda vai ser mais difícil. Uma sequência de vitórias dentro de casa empolga e ficaremos com menos pressão para jogar fora”, apontou.

Ponte Preta conta com volta de jogadores para surpreender fora de casa

Para o confronto desta noite, o técnico Eduardo Baptista terá somente um desfalque. O volante João Vitor está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. A boa notícia para o treinador da Macaca fica por conta do retorno de cinco jogadores. Nino Paraíba, Rhayner, Pottker, Reinaldo e Clayson voltam para compor o elenco. O comandante destaca a importância de ter opção para o setor ofensivo neste momento do campeonato.

“Temos boas soluções, principalmente no setor da frente, e vamos tentar escolher as melhores. É importante ter opções, ter os quatro à disposição (Pottker, Felipe, Rhayner e Clayson). Para essa função, o desgaste é muito grande, então é fundamental que você tenha substitutos à altura no banco”, disse. Com João Vitor suspenso, Elton é o provável titular para o jogo.

O revés no primeiro turno serviu de lição para a Ponte Preta, como afirma o treinador. “Se a Ponte faz uma boa campanha até aqui, deve muito ao Cruzeiro. Aquele momento teria de ter acontecido, serviu para mudar algumas coisa. Ali, sim, precisávamos fazer uma grande mudança, diferentemente de agora. É um adversário difícil, mas não vejo como revanche. Tem de ir concentrado, buscando o jogo”, pontuou.

Assim como o Cruzeiro tirou pontos da Macaca jogando fora de casa, o lateral-esquerdo Reinaldo vê a mesma possibilidade para o jogo de amanhã, agora com vantagem para o time campineiro. “A gente está indo com objetivo de conquistar pontos lá também. Queremos chegar na casa dos 40 pontos e continuar lá em cima. Tem o objetivo de chegar lá na Libertadores. Deu uma caída nos últimos jogos, mas vamos para Minas Gerais para conquistar pontos”, enfatizou.