Com promessa de casa cheia, Vasco e Botafogo decidem o título do Campeonato Carioca

Equipes fizeram poucas alteraçãoes e se blindaram para evitar o clima de “oba, oba” às vésperas da final; mais de 50 mil ingressos foram vendidos antecipadamente

Com promessa de casa cheia, Vasco e Botafogo decidem o título do Campeonato Carioca
Foto: Paulo Fernandes/Vasco
Vasco da Gama
Botafogo
Vasco da Gama: Martín Silva; Madson, Rodrigo, Luan, Júlio César; Marcelo Mattos, Julio dos Santos, Andrezinho, Nenê; Jorge Henrique, Riascos; TEC: Jorginho.
Botafogo: Jefferson; Luis Ricardo, Carli, Emerson Silva, Diogo Barbosa; Bruno Silva, Rodrigo Lindoso, Leandro, Salgueiro, Fernandes (Gegê); Ribamar; TEC: Ricardo Gomes.
ÁRBITRO: Leonardo Garcia Cavalero; Auxiliado por: Rodrigo Figueiredo Corrêa e Dibert Pedrosa Moises.
INCIDENCIAS: Partida válida pela Final do Campeonato Carioca 2016, a ser realizada neste domingo (8), às 16 horas, no Estádio Mário Filho, o Maracanã, no Rio de Janeiro.

A data mais esperada do Cariocão chegou, e Vasco e Botafogo fazem a derradeira partida no maior palco do futebol brasileiro, o Maracanã. Pelo segundo ano consecutivo, as duas equipes decidem o estadual, desbancando os rivais tradicionais pelo caminho. Invicto, o Vasco precisa manter a pegada, para se sagrar bicampeão carioca. Para o Botafogo, só resta vencer para levantar o caneco.

A invencibilidade cruzmaltina, que já dura seis longos meses, ou 24 jogos, não desconcentra a equipe. O treinador Jorginho faz questão de frisar que as partidas são jogadas uma a uma, e não perder se torna consequência. No lado alvinegro, a campanha quase perfeita (derrotado apenas em duas ocasiões, ambas para o Vasco), também chama a atenção. Cotado pelos torcedores rivais como a quarta força do futebol na Cidade Maravilhosa, a verdade é que a equipe de General Severiano é a única que conseguiu manter um equilibro nas atuações, desde o início do certame.

Após uma arbitragem tranquila de Wagner do Nascimento Magalhães, no último domingo, o bastão foi passado para a outra equipe de arbitragem. Leonardo Garcia Cavalero terá a responsabilidade de manter o apito livre de polêmicas. Para isso, o experiente árbitro contará com o auxílio de Rodrigo Figueiredo Corrêa e Dibert Pedrosa Moises. Os três fazem parte do quadro de arbitragem da Federação do Rio de Janeiro.

Com ordens do Presidente, Vasco se fecha nas vésperas da decisão

O Vasco viveu uma semana atípica. São Januário, que sempre é receptivo aos torcedores e jornalistas, se manteve fechado por quase todo o tempo. Praticamente não houve acesso aos atletas e comissão técnica, exceto por uma coletiva do treinador Jorginho, na última quarta-feira, e uma rápida fala de Nenê.

A medida, que afetou até mesmo os atletas de outras modalidades, que precisaram usar um portão auxiliar, para evitar ao máximo o contato com os jogadores, tem como objetivo, claramente, blindar o grupo de qualquer problema. Eurico é bastante querido pelos atletas, e a reciproca se mostra verdadeira. Para o Presidente, a concentração dos comandados de Jorginho deve ser extrema.

A ansiedade para que a final comece logo, assim como conversas sobre a invencibilidade e a vantagem conquistada na primeira partida, podem atrapalhar o dia-a-dia dos jogadores, e Eurico sabe bem disso.

"A ansiedade é uma coisa normal, querer que chegue logo, quando você vai deitar fica pensando e querendo que fosse sábado. É algo que temos que controlar”, comentou Nenê.

Sobre a equipe que irá à campo, o mistério é apenas burocrático. Sem nenhuma suspensão ou lesão, todos os atletas do elenco estarão disponíveis para a comissão técnica. Em coletiva, Jorginho deu a entender que escalará a mesma equipe que venceu o Botafogo na semana passada.

Botafogo fecha treino, mas Ricardo Gomes não deverá fazer muitas mudanças; Airton e Carli retornam

A semana vazia em General Severiano, assim como a do rival, permitiu que Ricardo Gomes observasse o elenco com calma. Tendo os retornos de Airton, que se recuperou de lesão, e de Carli, que cumpriu suspensão na semana passada, Gomes praticamente já definiu a equipe que iniciará a partida neste domingo, às 16 horas.

Praticamente, já que, na cabeça do treinador, ainda resta uma dúvida. Trata-se do meio de campo, e Gegê e Fernandes lutam por esta vaga. Para Ricardo, a equipe já está pronta, não tendo assim, motivos para fazer muitas mudanças.

“Não tem o que inventar. Gegê ficou dois dias com dores musculares, por isso não treinou. Tem a possibilidade do Fernandes, que está bem. Vou decidir amanhã. Fernandes ou Gegê”, afirmou o comandante alvinegro.

Os dois meias treinaram, revezando a vaga no time titular. Fernandes parece ser o preferido de Ricardo Gomes, mas Gegê vem pouco atrás. O atleta que assinou sua renovação contratual até o fim da próxima temporada, esta semana, vem aparecendo constantemente na equipe titular do Glorioso.