México x Camarões acontece sem vistoria da Arena pelos bombeiros
O jogo começou pontualmente às 13h, mesmo sem vistpria (Foto: Divulgação/Portal da Copa)

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte foi impedido pelo Comitê Organizador Local da Copa do Mundo, na manhã desta sexta-feira (13), de concluir a inspeção técnica nas arquibancadas móveis da Arena das Dunas, em Natal. Sem garantias de segurança, o atestado de vistoria não foi emitido. Segundo a assessoria do Corpo de Bombeiros, a Secretaria Estadual de Segurança Pública foi informada sobre o problema para que responsabilize a Fifa em caso de qualquer problema no estádio.

A assessoria de comunicação da corporação ainda informou que uma "falha de comunicação" impossibilitou o término da vistoria, que já havia sido realizada em 95% dos assentos. O jogo entre México e Camarões começou às 13h, sem atrasos, mesmo sem o atestado de vistoria do Corpo de Bombeiros.

Por volta das 10h30, o Corpo de Bombeiros informou que foi autorizado pela Fifa a concluir a inspeção técnica. A vistoria seria realizada às 11h, o que não aconteceu. Segundo a corporação, sem garantias de segurança, o atestado de vistoria não pode ser emitido.

Na última vistoria, realizada na tarde de quinta-feira (12), foi constatado que ainda faltava a instalação de alguns assentos, assim como guarda-corpos (proteção contra quedas) em pontos do estádio. A princípio, o Corpo de Bombeiros faria uma nova inspeção nesta sexta-feira de manhã para verificar se os serviços teriam sido completados da noite para o dia.

"Na vistoria desta quinta-feira, nós contatamos que foram corrigidos alguns pontos, mas outros ainda precisam se revisados para que tudo corra bem no jogo de estreia. Posso dizer que a instalação dos assentos chega a mais ou menos 99%, já a colocação dos guarda-corpos chegou a 95%", disse o tenente Christiano Couceiro, assessor dos Bombeiros, ainda na quinta-feira.

De acordo com o tenente, se fosse um evento público, haveria isolamento nas áreas reprovadas. A Arena das Dunas possui aval do Corpo de Bombeiros em grande parte das estruturas. No entanto, setores que tiveram ajustes recentes, como o caso dos 11 mil assentos novos, ainda necessitariam de aprovação de novo projeto, o que não aconteceu.

O tenente do Corpo de Bombeiros ainda informou que seguidos atrasos por parte dos organizadores impediram que fosse feita inspeção nas cadeiras móveis com antecedência. O setor foi completado somente nesta semana, dias antes da estreia da Arena no Mundial.

"Inicialmente foi combinado que faríamos vistoria na terça, mas fomos informados de que não estava pronto. Adiamos. Na quarta observamos que estava 90%. Na quinta vimos um avanço nas estruturas, mas que ainda necessitaria de reparos nas cadeiras móveis e guarda corpos", afirmou o tenente.

A Arena das Dunas chega para o Mundial como um dos estádios que mais preocupou o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke. O dirigente alertou as autoridades de Natal, em abril, que seria preciso urgência na instalação de 11 mil assentos móveis.

VAVEL Logo