Cristiano fala sobre rivalidade com Messi: "Foi complicado vê-lo ganhar várias Bolas de Ouro"

Cristiano Ronaldo terá um documentário dirigido por Anthony Wonke. Documentário este que já foi gravado e trará ao público imagens exclusivas que misturam a vida particular do craque com momentos em equipe. A linha do tempo do filme vai da final da Uefa Champions League até seu aniversário de 30 anos.

O filme trás já de cara uma frase que diz muito sobre o atacante: "O mais importante pra mim é ganhar". Esta frase pode ser encaixada em diversos contextos, mas explica bem a rivalidade com Lionel Messi, que também é citado no documentário e aparece na cerimônia de premiação da Bola de Ouro.

Quando questionado sobre os triunfos de Messi, Ronaldo foi curto em sua resposta: "Não me incomoda. Se você olhar meus últimos oito anos, sempre estive no auge. E não é fácil. Cite outro que tenha conseguido. Depois, você ser o número um ou dois é questão de detalhes tais como ganhar troféus ou não"

"Talvez pra você Messi seja o melhor, mas na minha cabeça sou eu. E todos deveríamos pensar isso de nós mesmos. Por isso consegui tanto na minha carreira", afirmou Cristiano, que voltou a citar Messi em outro momento, quando disse: "Foi complicado ver Messi ganhar várias Bolas de Ouro. Eu pensava: "Pra que vou à cerimônia?".

Além da rivalidade, Cristiano deixa claro em seu documentário alguns detalhes sobre a sua carreira e afirma que caso pudesse retornar ao tempo não teria ido à Copa do Mundo de 2014 nas condições físicas que se encontrava, segundo ele: “Talvez se não sentisse dor eu não seria tão bom".

A versão em português do jornal El País afirma em seu resumo sobre o documentário que: "Talvez a obra não revele a fundo quem é o homem por trás do mito, mas mostra, às vezes, uma imagem mais real do campeão, apreciada ou não". O documentário será lançado no dia 9 de novembro.

VAVEL Logo