Messi retorna no Clássico, mas Barcelona mostrou que não é mais dependente dele

Neste sábado (21) acontecerá na capital da Espanha, em Madri, um dos maiores clássicos da atualidade. Real Madrid enfrenta o Barcelona, no Santiago Bernabéu, pela 12° rodada do Campeonato Espanhol. Valendo a liderança do campeonato, a equipe catalã poderá contar com uma ajuda extra. Fora do gramados desde o final de setembro, devido à uma lesão no joelho que sofreu na partida contra Las Palmas, Lionel Messi recebeu alta médica nessa sexta-feira (20) e está na lista de convocados para o 'El Clásico'.

A possível volta do Trio 'MSN' (composto por Messi, Suaréz e Neymar) aumenta ainda mais a expectativa e ansiedade do torcedor culé para o clássico. Messi, Suárez e Neymar ultrapassaram, na temporada passada, o recorde da história dos trios espanhóis e marcaram 122 gols dos 175 da equipe, além de terem guiado o Barcelona na conquista da segunda Triplice Coroa, fazendo com que a clube fosse o primeiro da história a conseguir o feito de ganhar o Campeonato Nacional, Copa Nacional e Champions League numa mesma temporada duas vezes.

Na ausência do argentino, a equipe do Barcelona não esteve desamparada. Neymar e Suárez chamaram a responsabilidade do elenco e conseguiram suprir a falta de Lionel Messi. O brasileiro recebeu uma das maiores responsabilidades criativas do ataque, além de ter melhorado o entendimento dentro de campo com seus companheiros de equipe, enquanto o uruguaio demonstrou mais seu futebol, ambos tiveram espaço para crescer no time enquanto estavam sem o companheiro eleito quatro vezes melhor do mundo.

Os dois juntos, foram responsavéis por 16 gols nos ultimos sete jogos, fazendo com que a equipe esteja na liderança do campeonato espanhol e do grupo da UCL, acabando com o discurso de "Messidepêndencia" que era sempre um dos assuntos mais comentados quando a equipe não podia contar com o Lionel. 

O "Barcelona de Neymar" soube se comportar perfeitamente durante os mais de 50 dias que esteve sem poder contar com o talento de Messi. O craque brasileiro se tornou o artilheiro do campeonato espanhol com 11 gols, seguido de Suárez com 9. Apesar de fazer falta, foi interessante assistir o desenvolvimento da equipe sem o argentino, o que mostrou que o Barça é capaz de jogar sem depender do craque. O retorno do camisa 10 blaugrana veio no momento mais oportuno para o Barcelona. O jogador intensificou seus tratamentos para conseguir voltar aos gramados e se juntar ao ataque contra a equipe merengue.

Sua volta trará mais qualidade, talento, experiencia e magia ao ataque do time catalão. Além de ser o maior artilheiro da história do 'El Clásico', balançando as redes merengues em 21 oportunidades. A expectativa é que aumente essa estatistica no confronto.

 Apesar de não ser certeza na equipe titular, a grande possiblidade é que jogue, ao menos, os trinta minutos finais da partida, e mesmo do banco, o jogador já gera uma melhora significativa nas opções de ataque, que contam com os reservas Munir e Sandro. A esperança é que o Barcelona pressione e possa contar com a habilidade dos três jogadores do trio MSN para sair com a vitória e continuar na liderança da Campeonato Espanhol.

VAVEL Logo