Felipe Melo explica fama de 'bad boy' e diz que a Internazionale está focada em conquistar o scudetto
Foto: Divulgação/Internazionale

O volante da InternazionaleFelipe Melo, afirmou em uma entrevista cedida à Gazzetta dello Sport que o time está focado no embate válido pela 14ª rodada, fora de casa, contra o vice-líder Napoli, que acontece na próxima segunda-feira (30), às 18h (de Brasília), no estádio San Paolo. Os times estão separados por apenas dois pontos, sendo o duelo um confronto direto pela liderança da Serie A

"Eu não posso me dar o luxo de fazer previsões ou promessas sobre a partida", disse Melo. "Nós daremos 110% de nós mesmos para ganhar o scudetto. Não temos medo de ninguém, mas não se trata apenas de Hamsík ou Higuaín, se trata do Napoli. Uma coisa é certa, nós iremos jogar sem medo", certificou o jogador.

O camisa 83, que já marcou um gol decisivo na atual temporada, é conhecido por sua reputação de bad boy no futebol. Entretanto, Melo insiste que não é um jogador violento como é retratado. "Essa frase soa como uma novela, 'Melo instiga a violência, Melo faz isso, Melo faz aquilo'. Nunca tentei machucar um adversário de propósito. Tenho pernas também", disse ele. Perguntado sobre o que disse sobre 'bater' Mario Balotelli na vitória do dérbi contra o Milan, o volante afirmou que não passou de uma forma de se expressar.

"Eu disse 'bater' como forma de superar. Balotelli é um jogador diferente dos outros, como Higuaín. E temos que prestar muita atenção nesses jogadores", justificou.

Quanto ao episódio da briga com o uruguaio Diego López, do Cagliari, enquanto defendia a camisa da Fiorentina em 2009, Felipe declarou que foi diferente. O incidente ocorreu no corredor de acesso aos vestiários do estádio Artemio Franchi, em Florença. Na ocasião, Melo pegou cinco jogos de suspensão e o adversário também foi suspenso pelo mesmo período.

"Aquilo foi diferente", sorriu. "Eu era o último a sair de campo e ele [Diego López] esperou por mim no túnel propositadamente. Ele disse coisas ruins sobre minha esposa, que na época estava grávida", explicou-se. 

Por fim, o volante afirmou não ter nenhum inimigo. "Quando eu era criança e ia pra escola, meu pai me dizia três coisas: antes de tudo, se você tiver problemas, diga a professora. Em segundo lugar, tente evitar brigas. Mas, se não pode fazer isso, não venha pra casa derrotado, porque vai apanhar de mim também!", concluiu. 

VAVEL Logo