Com dois de Falcao, Monaco goleia Marseille e mantém 100% na Ligue 1

Em confronto de invictos neste domingo (27), pela 4ª rodada da Ligue 1 2017/18Monaco Olympique Marseille se enfrentaram para não se afastarem do líder PSG. Em duelo no Louis II, em Monaco, a equipe do Principado mostrou melhor futebol e goleou por 6 a 1, com gols de Falcao, duas vezes, GlikDiakhabySidibé FabinhoRémy fez pelos Phocéens.

Com a sonora goleada, os alvirrubros chegam aos mesmos 12 pontos, ficando atrás do PSG somente por conta do saldo inferior na liderança. O Marseille, por outro lado, deixam a zona de classificação a certames continentais e caem para a 6ª posição na tabela, somando sete pontos e a primeira derrota no torneio nacional.

Os times voltam a jogar, pela 5ª rodada do Francês, somente em duas semanas devido a data Fifa. Os monegascos vão medir forças contra o Nice no Allianz Riviera no dia 9 de setembro, às 15h, enquanto que os Olympiens recebem o Rennes no Vélodrome no dia 10, porém às 16h, em Marseille.

Monaco cria mais e sai com larga vantagem

Mostrando que está vivendo boa fase na temporada, o Monaco iniciou em cima do Marseille e balançou as redes em tempo recorde no atual campeonato. Thomas Lemar cobrou falta dentro da pequena área e os marcadores não cortaram. Atento à jogada, Glik apareceu bem entre a marcação e completou para dentro do gol com menos de dois minutos de bola rolando.

Com a vantagem, os donos da casa prosseguiram indo para o ataque e tiveram uma boa oportunidade de ampliar, mas não foram eficazes na finalização. Após passe na pequena área adversária, Diakhaby deu um bom arremate e mandou na trave, dando um susto na torcida rival, no entanto o impedimento havia sido marcado.

Glik marca gol relâmpago e Monaco abre boa vantagem no intervalo
Glik marca gol relâmpago e Monaco abre boa vantagem no intervalo (Foto: Valery Hache/AFP/Getty Images)

Pressionando a todo custo, os monegascos ampliaram a superioridade no marcador em cobrança de pênalti. Fabinho disparou em velocidade e teve a camisa puxada por Amavi dentro da área, com o lance parado pelo árbitro. Falcao cobrou com muita categoria e tirou de Mandanda, que nada pôde fazer.

Valorizando o resultado conquistado antes do intervalo, os mandantes não deram possibilidade aos visitantes de esboçarem reação e fizeram o terceiro tento. Moutinho cruzou, Diakhaby disputou no alto com Luiz Gustavo e a bola foi na direção da barra. Falcao, mais veloz, desviou de cabeça no contrapé do arqueiro do OM.

Pouco depois, a equipe do Principado apresentou qualidade em chute na direção da meta dos Phocéens e foram às redes pela quarta vez na etapa inicial. Rony Lopes trabalhou bem pela direita e cruzou na área. Sem marcação por perto, Diakhaby apareceu sozinho e teve apenas o trabalho de empurrar ao fundo do barbante.

Monaco segue intenso e consolida goleada

Para o segundo tempo, o Olympique de Marseille voltou disposto para corrigir os erros e Rudi Garcia promoveu duas mexidas. Dória e Amavi, que tiveram uma atuação abaixo das expectativas, foram sacados das quatro linhas e liberaram espaço para as entradas de Lopez Rémy, respectivamente.

Diakhaby marca quarto dos cinco gols dos monegascos diante do Marseille (Foto: Divulgação/AS Monaco)
Diakhaby marca quarto dos cinco gols dos monegascos diante do Marseille (Foto: Divulgação/AS Monaco)

Com as modificações, os visitantes ficaram melhor postados e saíram à zona ofensiva tentando diminuir a desvantagem no placar a todo custo longe de seus domínios. Pegando a sobra no meio da pequena área, o meia Sanson emendou uma bomba à queima-roupa, mas Subasic não descuidou e fez um verdadeiro milagre.

Como quem não faz, leva, os mandantes mostraram mais eficiência na finalização e marcaram pela quinta vez. João Moutinho levantou bem e Glik cabeceou acertando a trave. No rebote, Sidibé surgiu no meio da marcação e testou no canto, sem dar possibilidades de Mandanda intervir na jogada.

Já nos minutos finais, o Marseille conseguiu reagir e assinalou o gol de honra. Thauvin recebeu bom lançamento em profundidade pelo lado esquerdo do setor ofensivo e arrematou cruzado em direção à área do time do Principado. Em liberdade, o atacante Rémy apareceu por trás do zagueiro Jemerson e tocou para o gol.

Amplamente superior no jogo e valorizando o largo resultado ante sua torcida, os monegascos tiveram uma nova oportunidade em cobrança da marca da cal quando Jorge foi derrubado por Sakai. Outro brasileiro dos anfitriões, Fabinho bateu para a esquerda, o goleiro pulou para a direita e a bola morreu no fundo da rede, sacramentando a goleada.

VAVEL Logo