Lucien Favre lamenta erros do Nice em derrota diante da Lazio: "Temos que trabalhar e corrigir"

Nesta quinta-feira (29), o Nice conheceu a sua primeira derrota na atual edição da Europa League. A equipe francesa recebeu a visita da Lazio e até saiu na frente do placar com um gol relâmpago de Balotelli, mas acabou vendo o adversário marcar três vezes e virar o confronto em pleno Allianz Riviera. O 3 a 1 sofrido relega os donos da casa à vice-liderança do Grupo K, com 6 pontos.

Após o duelo, o treinador do Nice, Lucien Favre, não escondeu o seu descontentamento com o resultado e, principalmente, com a rápida reação dos italianos após o gol de Balotelli. "Não tivemos tempo para comemorar [após o primeiro gol]. Quando nos sentamos no banco, já estava 1 a 1. Era melhor que o placar se mantivesse em 1 a 0. Agora, estamos pagando o preço. É difícil, para todos nós", ressaltou o francês, que prosseguiu na análise: "Não podemos cometer esse erro novamente. Temos que trabalhar e corrigir. Eles não tiveram nenhuma chance no primeiro tempo".

Ao ser questionado sobre o goleiro Cardinale, que se atrapalhou com Dante no gol de empate, Favre o defendeu: "Não há questionamentos sobre ele por enquanto, mas eu preciso analisar o jogo. Às vezes, nós do banco não conseguimos ver os lances com clareza. Me incomodou mais o segundo gol, por ser em um momento chave da partida".

Por fim, o técnico também fez questão de extrair os bons fatores da performance dos seus comandados. "Coisas positivas também podem ser lembradas, como o nosso primeiro tempo. E também os jogadores que entraram: Burner, Walter e Sneijder, que teve que ficar entre as linhas de marcação para dialogar com Balotelli. Ele conseguiu fazer isso, mesmo que fosse muito baixo às vezes", ressaltou.

O zagueiro brasileiro Dante fez coro à Favre: "No primeiro tempo, estávamos bem na posse, mas nós levamos um gol muito rapidamente. Encontramos vários espaços nos primeiros 45 minutos, mas não conseguimos aproveitar. Agora, teremos que trabalhar duro."

Sobre o lance do gol de empate, o ex-Bayern de Munique assumiu a responsabilidade e isentou Cardinale. "É minha culpa.  Não vamos cobrar o Cardinale, especialmente em um momento em que a maioria precisa de confiança. Eu trabalharei para que isso não aconteça novamente. Nós assumimos essas coisas porque somos homens. Teremos que estar muito vigilantes das próximas vezes", afirmou.

O Nice acumula três derrotas seguidas, duas pela Ligue 1 e esta pela Europa League. O próximo compromisso será diante do Strasbourg, domingo (22), às 11h. Na rodada seguinte, é a vez de enfrentar o PSG. Depois, volta a encarar a Lazio, agora fora de casa, pelo returno da UEL.

VAVEL Logo