Juventus sai atrás, mas reage e conquista empate importante contra o Sporting

Na tarde desta terça-feira (31), Sporting e Juventus se enfrentaram pelo grupo D da Uefa Champions League 2017/18. Em duelo válido pela quarta rodada da fase de grupos, os portugueses receberam a equipe juventina, querendo revanche após a derrota por 2 a 1 em Turim.

Precisando da vitória, a torcida lusitana lotou o Estádio José Alvalade e fez bela festa para seus jogadores. Em campo, cada equipe dominou um tempo, e o resultado final não poderia ser diferente de um empate: 1 a 1, gols de Bruno César e Gonzalo Higuaín.

Na outra partida da chave, o Barcelona foi à Grécia podendo cravar sua classificação, mas parou na defesa do Olympiacos, ficando apenas no 0 a 0. Com os resultados, a situação do grupo D segue em aberto. A Juventus foi a sete pontos, mantendo a segunda posição e dependendo só de si para confirmar a classificação. O Sporting é o terceiro colocado, com quatro pontos. O Barcelona segue líder absoluto, enquanto os gregos somaram o primeiro ponto no torneio.

Na próxima rodada da Uefa Champions League, a ser realizada apenas na reta final de novembro, os comandados de Massimiliano Allegri terão dura missão: enfrentam os invictos catalães, no Allianz Stadium. O Sporting recebe o Olympiacos, lanterna do grupo.

Lusos mandam no jogo, brasileiro marca

(Foto: Gualter Fatia/Getty Images)

Apesar da primeira chance da partida ter sido da Juventus, os donos da casa dominaram amplamente a primeira etapa nos lances agudos. Precisando da vitória, a equipe portuguesa foi pra cima, levando muito perigo logo aos 11', com finalização firme de Bruno César. Aos 16', Barzagli conseguiu corte providencial, parando ataque promissor dos Leões.

Aos 17', Jonathan Silva testou Buffon, que defendeu com tranquilidade. De tanto pressionar, os donos da casa chegaram ao seu gol. Aos 20', Gelson Martins fez bela jogada individual e finalizou forte. Buffon espalmou, mas a sobra caiu nos pés de Bruno César, que completou pro fundo das redes: 1 a 0 e festa nas arquibancadas do José Alvalade.

O gol acordou a equipe visitante, que passou a buscar mais o ataque. Todavia, os italianos esbarravam em uma defesa sportinguista muito bem postada, que neutralizou brilhantemente as investidas de Cuadrado, Dybala e Higuaín, reduzindo o poderoso ataque bianconero à apenas uma finalização em direção ao gol de Rui Patrício

Higuaín salva Juventus da derrota

(Foto: Divulgação/Juventus FC)

A equipe italiana voltou para o segundo tempo com outra postura. Logo aos 2', em trama de Khedira e Cuadrado, Rui Patrício foi exigido. Aos 4', após cobrança de escanteio de Pjanic, Mandzukic cabeceou bem pro gol, mas o goleiro adversário fez nova intervenção. Aos 7', Dybala arriscou de fora da área, assustando os torcedores da equipe lusitana. No lance seguinte, Cuadrado serviu Dybala, mas a finalização do argentino foi desviada pra escanteio.

A pressão juventina aumentava a cada minuto. A boa defesa sportinguista seguia vencendo a maioria dos duelos pelo alto, afastando inúmeros bons cruzamentos dos visitantes. Aos 9', Pjanic recebeu de Cuadrado e finalizou, mas a bola foi sobre o gol de Rui Patrício. Aos 16', De Sciglio arriscou chute potente, e o arqueiro do Sporting fez nova defesa difícil.

Indo à toda em busca do empate, os italianos cediam espaços para os contra-ataques leoninos. Bas Dost e Gelson Martins quase ampliaram o placar, mas pararam em grandes intervenções de Alex Sandro e Barzagli. Aos 24', Rui Patrício fez defesa milagrosa após cabeçada de Higuaín. O ótimo arqueiro leonino ainda faria nova grande defesa aos 26', após bela finalização de Dybala. Precisando do empate, Allegri lançou Douglas Costa na partida, tirando o lateral De Sciglio.

Todo o ímpeto juventino só resultaria em gol aos 34', quando brilhou a estrela do camisa 9. Higuaín recebeu belo passe enfiado de Cuadrado, quase na pequena área. Com um toque de classe, o argentino encobriu Rui Patrício e balançou as redes. Na reta final de jogo, a Vecchia Signora quase conseguiu a virada com grande chute de Douglas Costa, mas o 1 a 1 permaneceu até o apito final.

VAVEL Logo