Pogba brilha no segundo tempo, United vira sobre City e evita título antecipado do rival

Pogba brilha no segundo tempo, United vira sobre City e evita título antecipado do rival

Reds Devils revertem vantagem de 2 a 0 na segunda etapa e adiam conquista dos Citizens

charley-moreira
Charley Moreira
Manchester CityEderson; Danilo, Kompany, Otamendi, Delph; Gündogan (Agüero, min. 76), Fernandinho, David Silva (Gündogan, min. 72); Sterling, Bernardo Silva (Gabriel Jesus, min. 72), Sané. Técnico: Pep Guardiola.
Manchester UnitedDe Gea; Valencia, Bailly, Smailling, Young; Herrera (Lindelöf, min. 90+4), Matic; Lingard (McTominay, min. 85), Pogba, Sánchez (Rashford, min. 82); Lukaku. Técnico: José Mourinho.
Placar1-0, min. 25, Kompany. 2-0, min. 30, Gündogan. 2-1, min. 53, Pogba. 2-2, min. 55, Pogba. 2-3, min. 69), Smalling.
ÁRBITROMartin Atkinson (ING). Cartões amarelos: Matic (min. 39), Lukaku (min. 45), Sterling (min. 63), Fernandinho (min. 78), Pogba (min. 81), Danilo (min. 90+1), Gabriel Jesus (min. 90+3).
INCIDENCIASPartida válida pela 33ª rodada da Premier League, realizada no Etihad Stadium, em Manchester, Inglaterra.

Em eletrizante Manchester Derby, o United fez um segundo tempo brilhante contra o City neste sábado (7), no Etihad Stadium, e venceu de virada por 3 a 2, em jogo válido pela 33ª rodada da Premier League. Os Citizens abriram dois gols de vantagem na primeira etapa, com gols de Vincent Kompany e Ilkay Gündogan. Porém, os Reds Devils voltaram do intervalo melhor e conseguiram a vitória. Pogba fez os dois, e Chris Smalling anotou o tento do triunfo.

Com o resultado, o Manchester United evitou o título antecipado da Premier League do rival. Os comandados de José Mourinho alcançaram 71 pontos e seguem na segunda posição. O City, por sua vez, mantém os mesmos 84 pontos que começou esta 33ª rodada da liga. Devido à derrota, os Citizens não podem ser campeões do campeonato na próxima rodada.

Agora, o City dá uma pausa na Premier League e volta duas atenções para o mata-mata da Uefa Champions League. Na terça-feira (10), às 15h45, o time de Pep Guardiola recebe o Liverpool precisando tirar uma vantagem de três gols para avançar às semifinais da competição continental.

Às 15h45 do próximo sábado (14), os Citizens encaram o Tottenham, em Londres. O United, por sua vez, joga contra o West Bromwich, um dia depois, às 12h, no Old Trafford. Ambos as partidas válidas pela 34ª rodada da Premier League.

City amplamente superior na primeira etapa

Gündogan fez o segundo gol do City no primeiro tempo (Foto: Michael Regan/Getty Images)
Gündogan fez o segundo gol do City no primeiro tempo (Foto: Michael Regan/Getty Images)

Pep Guardiola optou por polpar o lateral-direito Walker, o zagueiro/lateral-esquerdo Laporte, o meio-campista De Bruyne e o atacante Gabriel Jesus visando o jogo contra o Liverpool, na terça-feira, pela Champions League. Mas o time não perdeu em qualidade e dominou o United na primeira etapa.

Durante os 20 minutos iniciais não houve chances de gol. O lance que levantou a torcida do City foi um bola na mão de Young após cruzamento rasteiro de David Silva. O meia, que tem jogado como lateral-esquerdo nesta temporada, escorreu e tocou na bola com seu braço esquerdo.

Depois que criou a primeira oportunidade de gol – uma finalização fraca de Bernardo Silva defendida por De Gea –, o City abriu o placar explorando bola aérea. Sané cobrou escanteio, Kompany se livrou da marcação de Smalling dentro da área e soltou um "tiro" de cabeça.

O gol atordoou o United, que não conseguiu produzir mais nada até o intervalo. O City se aproveitou e fez mais um. De Gea errou na saída de bola, jogando o tiro de meta nos pés de Sané. Gündogan ficou a redonda, passou a Sterling, infiltrou na área, recebeu de volta e bateu no canto do goleiro.

Os Citizens poderiam ter encerrado o primeiro tempo com uma vantagem maior, mas Sterling, com assistências de David Silva, perdeu duas chances quase do mesmo lugar – em ambas ele arrematou por cima da meta.

United reage no segundo tempo

Pogba fez dois e comandou reação do United (Foto: Michael Regan/Getty Images)
Pogba fez dois e comandou reação do United (Foto: Michael Regan/Getty Images)

José Mourinho acertou sua equipe no intervalo e teve 15 minutos enérgicos após o reinício do dérbi. Tudo isso, vale ressaltar, graças a Pogba. O meio-campista francês finalizou três vezes; duas entraram. Um arremate dele, da entrada da área, parou nas luvas de Ederson. Mas, nos outros dois, o arqueiro brasileiro não pôde fazer nada.

Na ponta direita, Sánchez mandou à meia altura para Herrera, que escorou de peito para Pogba. O camisa 6 ficou cara a cara com Ederson e não desperdiçou as chances. Dois minutos depois, Pobga começou a jogada no meio de campo, tocou para Sánchez. O chileno esperou a ida do francês para a área e alçou bola na medida: cabeçada para a baixo, sem chances para o goleiro.

O jogo ficou equilibrado após o empate, mas o City não conseguia mais chegar com facilidade à área do United, como acontecera frequentemente no primeiro tempo. O cenário do United, que já era favorável depois do segundo tento de Pobga, melhorou mais ainda quando Sánchez cobrou falta, Smalling apareceu sozinho na área e tocou de perna direita para o fundo do gol.

Logo após levar a virada, Guardiola chamou De Bruyne e Gabriel Jesus para os colocar em campo. Minutos depois, Agüero também entrou em jogo. O clima do dérbi esquentou. Fernandinho e Pobga fizeram faltas duras em Lingard e Otamendi, respectivamente; ambos foram punidos com cartões amarelos.

Próximos aos acréscimos, De Gea realizou duas defesas que asseguraram a vitória do United no dérbi de Manchester. Sané cruzou, Agüero cabeceou, mas o goleiro espalmou lindamente. No escanteio gerado pelo lance anterior, Sterling acertou a trave, e depois De Gea, meio no susto, mandou para fora.

VAVEL Logo