Klopp rejeita rótulo de azarão do Liverpool na UCL: ''Estamos aqui porque merecemos''

Técnico do Liverpool concedeu coletiva nessa segunda-feira (23) para falar do duelo contra Roma na semifinal de amanhã

Klopp rejeita rótulo de azarão do Liverpool na UCL: ''Estamos aqui porque merecemos''
Foto: Jan Kruger/Getty Images

Às vésperas do primeiro jogo da semifinal da Champions League entre Liverpool e Roma, o técnico Jürgen Klopp concedeu entrevista coletiva nessa segunda-feira (23). O alemão com um bom humor falou de tudo que envolve a decisão, desde o momento de Mohamed Salah até a comparação com o técnico da RomaDi Francesco.

Durante a coletiva concedida por Klopp, uma pergunta deixou o treinador um pouco mais sério. Quando perguntado por um jornalista se o jogo da semifinal era um duelo entre azarões, o técnico rebateu a hipótese.

''Muitos achavam que seria City contra Barcelona, mas agora estamos aqui porque merecemos. Eu amo esse jogo porque é possível. Roma fez com o Barcelona e nós fizemos algo similar com o City nos dois jogos, merecemos ganhar (…) Temos que mostrar o melhor que temos mesmo não sendo o melhor da liga. Aqui não é a liga, é a Champions. Nós dois temos chances de ir para a final, é uma chance única na vida. É possível e isso é legal. Eu gosto da forma como Roma fez, foi um trabalho incrível. Nós perdemos Coutinho, é difícil ter situações assim, mas nós continuamos a acreditar em nós. Se qualquer um acha que somos azarões, quem se importa? Nós dois estamos na semifinal'', concluiu o treinador alemão.

Já sobre Mohamed Salah, o treinador comentou sobre a boa temporada que o egípcio teve na Roma no ano passado, e falou sobre a forte marcação italiana que ele irá sofrer.

"Os defensores italianos são famosos por não terem partidas amistosas, então eu acho que Mo (Salah) saberá muito em breve que eles não são mais companheiros de equipe e ele será capaz de bater de volta, futebolisticamente falando”.

O treinador acabou arrancando risadas quando respondeu a pergunta sobre ter uma semelhança com o treinador da Roma, Di Francesco, e  se poderia treinar um clube italiano no futuro.

''Semelhanças? Nós dois usamos óculos! E também estamos mal barbeados, eu acho... Acho que temos uma trajetória semelhante para os clubes grandes. Ele começou em clubes menores e fez seu caminho. Sobre o estilo de jogo do Roma? Não sei exatamente. Eles são bem organizados, eu gosto disso. Mas dirigir um clube italiano? Não faz sentido para mim. Só consigo pedir espaguete num restaurante”, concluiu o alemão em tom de brincadeira.