Com golaço de Kolarov, Sérvia bate Costa Rica na abertura do quarto dia da Copa do Mundo

Equipes fazem jogo movimentado, mas com muitos erros e decidido com um belo gol do capitão sérvio

Com golaço de Kolarov, Sérvia bate Costa Rica na abertura do quarto dia da Copa do Mundo
Costa Rica
0 1
Sérvia
Costa Rica: Navas; Acosta, Gonzales, Duarte, Calvo e Gamboa; Bryan Ruiz, Borges, Guzman e Venegas (Bolaños); Urena (Campbell). Técnico: Óscar Ramírez.
Sérvia: Stojkovic; Ivanovic, Milenkovic, Tosic e Kolarov; Matic, Milivojevic, Tadic (Rukavina), Ljajic (Kostic) e Milinkovic-Savic; Mitrovic (Prijovic). Técnico: Mladen Krstajic.
Placar: 0-1, min. 56, Kolarov.
ÁRBITRO: Malang Diedhiou (SEN)
INCIDENCIAS: Partida disputada na Arena Samara, em Samara, na Rússia.

Nesse domingo (17), Costa Rica e Sérvia abriram o quarto dia da Copa do Mundo 2018 na Arena Samara, em Samara, válido pelo grupo E. Com gol marcado por Alexsandar Kolarov, os sérvios saíram com a vitória por 1 a 0.

Com o resultado, a Sérvia assume a liderança da chave, no aguardo da outra partida entre Brasil x Suíça, mais tarde (15h de Brasília). Já os costarriquenhos estão na última posição.

Na próxima rodada, a Costa Rica vai enfrentar o Brasil na próxima sexta-feira (22), às 9h (de Brasília) em St. Petersburg. Já a Sérvia encara a Suíça, no mesmo dia, às 15h (de Brasília) em Kaliningrad.

Jogo movimentado e equilibrado

O primeiro tempo foi surpreendentemente movimentado, intenso e logo nos primeiros minutos, a Sérvia chegou com perigo em cobrança de escanteio, mas a defesa costarriquenha conseguiu afastar. Minutos mais tarde, o zagueiro Gonzales apareceu com certa liberdade e cabeceou forte, mas nas mãos de Stojkovic.

Depois, os sérvios voltaram a ser perigosos com Mitrovic que dominou na área e chutou, mas Duarte conseguiu bloquear o arremate. A chance mais clara para a Costa Rica surgiu novamente em bola aérea onde Gonzales apareceu livre, mas cabeceou por cima: o volante Borges passava livre, logo atrás, possivelmente em melhores condições para marcar e lamentou muito.

Nos primeiros quinze minutos, os costarriquenhos conseguiram equilibrar as ações da partida com muita intensidade na marcação e saindo com velocidade quanto tinha a posse, mas no decorrer da primeira etapa, a Sérvia conseguiu impor o seu jogo e quase marcou com Milinkovic-Savic que infiltrou na área, recebeu ótimo passe de Kolarov, mas finalizou fraco nas mãos de Keylor Navas.

Entretanto, aos poucos, a Costa Rica voltou a ser mais eficiente em sua estratégia e retomou o controle das ações ofensivas e assustou duas vezes antes do fim da primeira etapa. Urena arriscou de fora da área e mandou por cima e depois, o lateral Calvo, também tentou a sorte de longe, mas a bola passou ao lado do gol.

Sérvia vence com golaço de falta

A segunda etapa começou com a Sérvia voltando a impôr o seu estilo de jogo e quase abriu o marcador com Mitrovic que fez tabela com Milinkovic-Savic e saiu na cara do gol, mas o centroavante sérvio chutou fraco e permitiu a defesa de Keylor Navas.

Vendo a dificuldade que a sua equipe passava no segundo tempo, Óscar Ramírez colocou Bolaños e Campbell na equipe, a fim de dar mais imprevisibilidade e criação para o setor ofensivo costarriquenho.

Nem deu tempo de assimilar as mudanças, Mitrovic roubou bola no ataque e foi derrubado, na cobrança, o capitão Kolarov bateu com muita categoria e anotou o primeiro gol. Com isso, os sérvios se viram mais tranquilos na partida e passaram a deixar a bola mais com a Costa Rica que continuava a ter dificuldades em organizar jogadas perigosas ofensivas.

(Foto: Stu Foster/Getty Images)
(Foto: Stu Foster/Getty Images)

Os contra-ataques começavam a aparecer para a Sérvia que quase ampliou o marcador com Kostic, que na pequena área, não conseguiu desviar para o gol, mas graças ao milagroso toque de Keylor Navas na hora do cruzamento de Tadic.

O panorama mudou pouco nos minutos finais e a Sérvia continuava a desperdiçar chances nos contra-ataques. Mitrovic recebeu outro passe açucarado de Milinkovic-Savic, mas exitou demais e permitiu o excelente desarme de Gonzales. Depois, Kostic recebeu na entrada da área, mas mandou por cima.

No final, houve tempo para uma discussão entre Matic e alguns integrantes da comissão técnica da Costa Rica e a utilização do VAR num possível lance de agressão, mas a vitória ficou mesmo nas mãos da Sérvia.