Com Guerrero? França e Peru se enfrentam pela segunda vez na história
PRÉ JOGO - FRANÇA X PERU

Com Guerrero? França e Peru se enfrentam pela segunda vez na história

Após vencer na estreia, franceses buscam vitória para garantir classificação; peruanos tentam se reerguer depois da derrota contra Dinamarca

EduardoRSF
Eduardo Ramos

Após vencer na estreia do Mundial, a França disputará a segunda partida contra o Peru, nesta quinta-feira (21), às 12h do horário de Brasília, no Estádio de Ecaterimburgo, em Ecaterimburgo. Sendo a primeira vez que as equipes se enfrentam na Copa do Mundo. Além disso, o confronto marcará o centésimo jogo do goleiro Lloris com Los Tricolores.

As seleções francesa e peruana se enfrentaram apenas uma vez em toda a história. No dia 28 de abril de 1982, o Peru venceu a França por 1 a 0, o amistoso foi disputado no Estádio Parque dos Príncipes, em Paris, na França. O gol foi marcado pelo atacante Oblitas. Naquela ocasião, os Les Blues contava com grandes jogadores como Michel Platini, Jean Tigana, Dominique Rocheteau, Manuel Amoros e Maxime Bossis. Porém, a La Blanquirroja jogaram de igual para igual e saíram com a vitória.

França busca vitória para ficar mais perto da classificação às oitavas de final

A França estreou com vitória, após vencer a Austrália por 2 a 1, com gols de Griezmann e contra do lateral-esquerdo Behich. Antes de viajar para Ecaterimburgo, os Blues realizaram um treino de portões fechados, na última terça-feira (19).

Porém, em vídeo divulgado no canal do youtube da Federação Francesa de Futebol (FFF), é possível absorver alguns acontecimentos do treino. Durante as atividades, a seleção francesa aprimorou o condicionamento físico e o tradicional 'bobinho'. Além disso, o técnico Didier Deschamps comandou um treino com finalizações, na entrada da área. 

Com relação ao time titular que jogará contra o peru, Didier Deschamps promoverá duas mudanças. O Blaise Matuidi e Olivier Giroud entram no lugar de Tolisso e Dembelé. Logo, o esquema tático deve ser alterado para o 4-2-3-1,  com Kanté e Pogba como dupla de volantes. Mbappé, Matuidi e Griezemann como trio da frente e Giroud como centroavante.

Foto: Divulgação/FFF
Foto: Divulgação/FFF

Em material divulgado no site oficial da FFF, Olivier Giroud falou sobre o fato de ter jogado com os pontos contra a Austrália, mas contra o Peru atuará sem os pontos. O atacante também falou sobre as lições que as partidas anteriores trazem para o próximo triunfo.

"Todas as outras partidas foram muito disputadas, por isso temos que estar felizes com os nossos três pontos. Foi importante começar com uma vitória, e isso nos permitiu trabalhar no que precisamos aperfeiçoar no jogo contra o Peru", explicou o camisa 9.

"Sabemos o que esperar, uma dura batalha física contra um time que joga um bom futebol. Nós precisamos estar prontos. Talvez seja como o jogo que jogamos contra a Colômbia há alguns meses, então sabemos o que esperar. Eles serão difíceis no ataque, mas podem ser mais atentos do que a Austrália, então pode haver algumas lacunas a serem exploradas", completou Giroud.

Após derrota, Peru busca se reerguer com Paolo Guerrero

Já o Peru estreou com derrota para a Dinamarca por 1 a 0. Com isso, a missão é se reestabelecer no Grupo C, para tentar a classificação na segunda posição e chegar com esperanças na última rodada. Porém, a seleção peruana tem dois problemas para o confronto contra a França.

O volante Renato Tapia ainda não se recuperou do choque de cabeça com o adversário durante o primeiro jogo. Ele apagou e, no dia seguinte, revelou que não lembrava da partida. Caso seja confirmada sua ausência, Pedro Aquino deve ser o substituto. Outro que também não vem treinando regularmente é o atacante Carillo, com dores musculares. Ele, porém, não deve ser problema.

A grande novidade pode ser a presença de Paolo Guerrero no time titular, que havia entrado apenas no segundo tempo do triunfo contra a Dinamarca.

Foto: Divulgação/FPF
Foto: Divulgação/FPF

Em entrevista coletiva antes do jogo contra a França, o técnico Ricardo Gareca comentou sobre o atacante Paolo Guerrero e também do confronto contra os franceses, que será fundamental se quiser avançar às oitavas de final da Copa do Mundo.

“Não definimos o time ainda. Então eu não posso responder a sua pergunta. Paolo está bem fisicamente. Foi o último a se juntar ao elenco, mas está muito bem“, disse o técnico.

“Vamos jogar contra a França como sempre jogamos. Em todas as partidas nós temos um estilo e vamos manter. Eu gosto de definir um estilo, que é independente da estratégia de jogo. Claro que respeitamos a França, é a favorita do grupo. Mas acho que podemos vencer qualquer time“, completou Gareca.

Ainda expressou a sua opinião, contrária sobre o árbitro de vídeo que está sendo utilizado no Mundial de 2018, o VAR, que está dividindo opiniões e gerando debates sobre o uso da tecnologia no futebol.

“Tenho um conceito claro: futebol é diferente de qualquer outro esporte. Convivemos com o erro sempre, e o mais atraente do futebol é isso. Futebol já colocou quarto árbitro, colocou árbitro atrás dos gols para melhorar as questões e hoje em dia tem o VAR, mas às vezes ainda vemos circunstâncias com gols que têm infrações“, opinou Ricardo Gareca.

VAVEL Logo
    CHAT