Cherchesov exalta classificação sobre Espanha, mas contém euforia: “Guardo emoções para adiante”

Cherchesov exalta classificação sobre Espanha, mas contém euforia: “Guardo emoções para adiante”

Com o pensamento na próxima fase, o russo não se preocupa com quem irá enfrentar nas quartas de final

ariannalacerda
Arianna Lacerda

Na tarde deste domingo (1), a anfitriã Rússia se classificou nos pênaltis contra a Espanha depois de um longo jogo em tempo normal e prorrogação. A briga foi intenta entre as seleções, mas com muito esforço os russos conseguiram vagas para as quartas de final. 

Stanislav Cherchesov, técnico da Rússia, já está com o pensamento nas quartas de final mas não projeta nenhum jogo, diz estar preparado para enfrentar qualquer seleção. 

“Não podemos pedir o que queremos. Não queríamos Espanha. Perdemos para o Uruguai. Jogaremos contra quem seja. Um tem um estilo, outro tem outro. Tudo depende da gente, como vamos nos preparar para jogar. É um Mundial, muitas equipes foram embora, porque no fim das contas, se trata de ganhar jogos. E hoje jogamos com a estratégia e conseguimos”, afirmou. 

Algumas mudanças deverão ser feitas nos próximos confrontos. Isso porque além do jogo longo contra os espanhóis, alguns jogadores estão desgastados demais e estão sentindo isso. 

Estamos avaliando os jogadores individualmente. Todos fizeram o que puderam, mas alguns tem necessidade de descansar mais que outros. Acho que Zhirkov tem uma lesão na perna e pode ter jogado seu último jogo. Sobre a condição física de cada jogador, acho que podemos chegar um pouco melhores.

Durante as cobranças de pênalti, o técnico russo não olhou nenhum momento para os jogadores batendo, apenas se concentrou totalmente no placar. Ele falou brevemente sobre o ocorrido. 

“Não sei o que quer dizer. Em russo usamos outro verbo para chutar pênaltis. Falamos disparar. Estava olhando para o placar e nada mais. Guardo emoções para adiante”.

Os russos estão fazendo história até aqui, até porque o foco deles não está envolvendo o esporte futebol, mas a anfitriã está surpreendendo na Copa do Mundo 2018. A manutenção dessa história que está sendo criada será escrita em um futuro breve e Stanislav comentou sobre a motivação dos jogadores encima disso. 

Não estão pedindo nem exigindo coisas. Apresento as ideias, e se o jogador não acreditar, não vai seguir. Tem que tirar de dentro, seguir de dentro. Tem que ele mesmo estar convencido. São jogadores inteligentes e que podem entender tudo muito rapidamente”.

VAVEL Logo

    Futebol Internacional Notícias

    há 16 horas
    há 2 dias
    há 5 dias
    há 5 dias
    há 5 dias
    há 5 dias
    há 5 dias
    há 5 dias
    há 6 dias
    há 6 dias
    há 6 dias