Eliminado na Champions, Guardiola exalta time, mas reclama do VAR: “Decepcionante”
(Foto: Divulgação/Manchester City)

Eliminado na Champions, Guardiola exalta time, mas reclama do VAR: “Decepcionante”

Mantendo a classe de sempre, técnico espanhol admitiu a decepção, se mostrou satisfeito com time, mas ficou na bronca

wesley-silva
Wesley Silvali

Decepção á parte com a eliminação do time na Champions League, Pepe Guardiola manteve uma postura firme e elogiável. Na coletiva de imprensa pós-jogo diante do Tottenham, o treinador falou sobre várias questões, tendo no geral, um discurso firme em apoio aos seus jogadores e elogios ao adversário.

Para Guardiola, apesar de dolorido e triste, ficar mais uma vez no meio do caminho da competição europeia não desfaz seu orgulho ao elenco. Em grande intensidade e visto por muitos como melhor partida da Champions até aqui, o duelo foi bastante elogiado pelo comandante dos Cityzens, que desejou sorte aos Spurs. 

"É duro, é cruel. Mas temos que aceitar. Foi um grande jogo para todos. No segundo tempo fizemos tudo, no entanto o futebol é imprevisível. E, infelizmente, não estaremos na próxima fase. De toda forma, parabéns ao Tottenham e tudo de melhor para eles nas semifinais". 

O técnico também enalteceu o torcedor, confessando admiração com a atmosfera promovida dentro do estádio. Mencionando que parte da decepção em não se classificar, se deve, principalmente, por não tê-los feito voltar para casa felizes.

"Meu sentimento é de orgulho. Principalmente pelos torcedores, pelas reações que tiveram, demostraram. Nunca vi o estádio como hoje. Ficamos tristes por eles, que sabem que tínhamos argumentos para irmos mais em frente".

Nem todas as respostas de Guardiola foram de elogios e enaltecimento ao espetáculo. O técnico voltou a admitir ser em favor do VAR, porém ficou na bronca com o gol da classificação do Tottenham, marcado pelo centroavante Llorente.

"Eu apoio o VAR, mas de um ângulo objetivo o gol do Llorente foi com o braço e o árbitro não viu. É decepcionante. Criamos muitas oportunidades, falhamos um pênalti (na ida), infelizmente não deu".

VAVEL Logo