Diretor do Paris Saint-Germain, Leonardo confirma saídas de Thiago Silva e Cavani ao fim da temporada
Foto: Divulgação/PSG

O diretor esportivo do Paris Saint-Germain, Leonardo, confirmou as saídas de Thiago Silva e Edinson Cavani neste sábado (13), em entrevista ao tabloide Le Journal Du Dimanche.  
 
"Foi uma decisão muito difícil de tomar, os jogadores que marcaram a história do clube. Sempre nos perguntamos se devemos continuar juntos ou se não vale a pena. As histórias eram tão bonitas. Mas, sim, estamos chegando ao fim. Tivemos que tomar uma decisão lógica, mesmo economicamente ou em relação à geração que está por vir”, revelou.  
 
Leonardo continuar afirmando nunca haver “um momento perfeito” para dispensar os medalhões. “Agora a Champions League ainda está à vista e a ideia é continuar competindo com eles até o final de agosto. o que pode ser alcançado ainda não está claro (legalmente)", comentou o brasileiro.” 
 
Mas o dirigente confirmou a vontade de continuar com o passe dos atletas até o final da Champions caso a equipe seja finalista. “A ideia é continuar competindo com eles até o final de agosto" para finalizar a Uefa Champions League, disse o brasileiro”. 

Contratado em 2014 pelo PSG vindo do Napoli“El Matador” caiu facilmente nas graças da torcida por sua garra e comprometimento no clube. Com 33 anos, é o maior artilheiro da história do clube parisiense com 200 gols no total. 

O ex-jogador da Seleção Brasileira, aproveitou para falar se os laterais Thomas Meunier e Layvin Kurzawa, juntos com o atacante Maxim Choupo-Moting permaneceriam até o final do contrato. 

"A ideia também é parar por aí, mas temos que discutir os próximos dois meses. Vamos tentar manter o grupo inteiro para a Liga dos Campeões. Admito que seja um pouco desconhecido o goleiro Sergio Rico, por exemplo, seu empréstimo termina no final do mês e não podemos contratar um segundo goleiro para essas partidas ". admitiu.  

O brasileiro aproveitou para garantir a permanência do técnico alemão Thomas Tuchel no banco na próxima temporada. "Com Tuchel, conversamos [sua permanência]. Ele sabe tudo, está muito claro, não há nada com ninguém." 

VAVEL Logo