Neymar: agora ou nunca?
Foto: Divulgação/Uefa

O confronto deste domingo (23) tem um sabor especial para o maior craque brasileiro da atualidade Neymar Jr. O camisa 10 e principal referência do PSG levou a equipe da cidade da luz para uma final de Champions pela primeira vez em sua história e vive expectativa de ser eleito pela primeira vez o melhor jogador do mundo, via premiação do FIFA The Best.

Desde a sua chegada ao Paris Saint-Germain, o jogador brasileiro desfalcou a equipe em duas oitavas de final de Champions League, que por sua vez também foi eliminada nas duas situações em que o jogador não atuou. Mas em 2020, a situação foi totalmente diferente, Neymar atuou e foi crucial garantindo a classificação contra o Borussia Dortmund e também em todo os outros confrontos na Champions.

Além da sua excelente fase em campo, que pode ser vista tranquilamente em números (19 gols e 12 assistências, em 26 jogos), o atacante também leva vantagem aos seus grandes concorrentes durante os últimos anos, Messi e Cristiano Ronaldo. A equipe do Barcelona foi eliminada de forma vexatória, tomando um sonoro 8 a 2 do finalista Bayern e não conquistou a La Liga, já a Juventus ficou no meio do caminho contra o Lyon e não fez um excelente ano, apesar do título italiano.

A importância do jogador para o bom futebol da equipe parisiense é evidente. Sempre jogaram a prerrogativa de que enquanto Neymar fosse sombra do Messi, jamais seria eleito o melhor do Mundo. As chances vieram, as oportunidades também, e agora é o seu melhor momento na carreira. Agora, mais experiente, o jogador com 28 anos tem a chance de eleger mais uma vez um jogador brasileiro como melhor jogador do mundo.

VAVEL Logo