#EntrevistaVAVEL: atacante Rômulo Cabral celebra grande fase no futebol japonês 
Foto: reprodução redes sociais 

Aos 29 anos de idade, o atacante Rômulo Cabral vive sua temporada mais artilheira no futebol do exterior. Defendendo as cores do SC Sagamihara, do Japão, o jogador tem 12 gols no ano, em meio aos 26 jogos oficiais no time da J3 League.

Em entrevista exclusiva à Vavel Brasil, Rômulo fala sobre sua passagem por times brasileiros, como a Friburguense, onde teve maior destaque individual, além das experiências no Hammarby, da Suécia, e o futebol asiático, onde está desde 2018.

O Japão 

Apaixonado pelo Japão, país onde atua profissionalmente pelo SC Sagamihara, Rômulo fala sobre a cultura local e o quão positivo é estar no futebol asiático.

“O Japão é um país maravilhoso para se viver. Muita segurança, tudo limpo, organizado e o respeito que as pessoas têm uma com as outras, em especial os mais velhos, é coisa de outro mundo. Em relação ao futebol, é de muita tática, transição, é um futebol muito mais dinâmico e com combinações de jogadas. Eu gosto muito desse estilo de jogo”, comenta o artilheiro.

Ainda sobre o futebol asiático, Rômulo que defendeu o Suphanbury e BG Pathum United, ambos da Tailândia, antes de ir ao Japão, o jogador reforça o lado positivo de estar em um continente onde a ascensão futebolística é notória.

“A experiência que tenho é fantástica. O futebol asiático me acolheu muito bem, tive rápida adaptação, tive sorte de encontrar brasileiros no caminho que me ajudaram muito. Me sinto em casa e só tenho a agradecer”.

Sua carreira 

Revelado nas categorias de base do Botafogo, em meados de 2011, Rômulo ganhou destaque estadual no ano seguinte, quando foi a grande estrela da Friburguense no carioca daquele ano. Com 10 gols marcados em 29 jogos, Rômulo ainda ficou no clube até 2015 em sua primeira passagem, e revela suas expectativas da época, quando despontou como grande promessa.

“No meu primeiro ano de Carioca, fui muito bem pela Friburguense. Eu esperava que fosse para um time de maior expressão e não aconteceu. Depois passei por alguns times do futebol brasileiro mas o divisor de águas veio quando eu tive a oportunidade de ir à Europa”, destaca o jogador.

Ao deixar o time de Nova Friburgo, o jogador ainda passou pelo Joinville, Ferroviária, Athletico Paranaense e Paulista, antes de voltar à Friburguense em 2015. Com 5 gols em 9 jogos no estadual de 2017, Rômulo encerrou sua segunda passagem no time, após mais dois anos no time tricolor. Durante 2016/2017 esteve no Hammarby, da Suécia.

A Europa

Sobre sua experiência no futebol europeu, Rômulo garante que foi um aprendizado que o fez ser um jogador mais completo. “Meu primeiro ano fora do Brasil foi complicado, a adaptação era difícil, tudo era muito novo pra mim. Outro idioma, cultura, estilo de jogo, eu saí do Brasil onde o futebol era mais técnico e cadenciado, para ir aonde o jogo era de imposição, força física. Agradeço muito ao Hammarby pelo jogador que me tornei após viver dois anos na Suécia”, comenta Rômulo.

Por fim, o atacante não crava que está próximo de voltar ao Brasil, porém destaca que está feliz e sempre aberto para novos desafios.

“Não sabemos o dia de amanhã, também não tenho um time de preferência caso eu volte para o país algum dia. Tenho uma família maravilhosa, estou feliz aqui e sempre aberto para novos desafios”, finaliza o artilheiro.

VAVEL Logo