Juventus cresce com superioridade numérica e vira contra Lyon pela Women's Champions League
Foto: Diuvlgação/Uefa

Um erro pode custar muito caro. Ainda mais em jogo de decisão. Lyon dominava, abriu o placar com Macario, mas ruiu com a expulsão de Carpenter. O roteiro mudou, a Juventus cresceu e venceu por 2 a 1, no Allianz Stadium, com gols de Girelli e Bonfantini, que entrou no lugar da camisa 10, pela ida das quartas de final da Women's Champions League

Não fez, levou!

Mostrando toda sua qualidade, o maior campeão da competição chegou com perigo antes do cronômetro marcar um minuto. Cascarino cruzou e Macario, completamente sozinha, mandou por cima do gol. No entanto, a Velha Senhora estava atenta em uma bobeada da defesa. Bouhaddi  tentou sair jogando, mas a bola explodiu em Renard. Hurtig dominou, ficou cara a cara com a goleira, e chutou torto, à esquerda do gol. 

No entanto, nunca falha a premissa de quem não faz, leva. Macario recuperou no ataque,  abriu com Carpenter. A camisa 12 levanta da segunda trave. Bacha dominou do outro lado e deixou na cabeça de Macario, que ganhou de Gama sem esforços, e completou para o gol. Les Lyonnaises colocaram a Juve na roda. Pressão e pressão ao redor da área bianconeri, que se defendia como podia. Aos 32’, Bacha cruzou fechado. Malard preparou o corpo para cabecear, Peyraud-Magnin se antecipou e tirou de soco. A atacante quase teve tempo de ampliar. Ela recebeu de Egurrola, tocou na saída da goleira, mas Girelli salvou em cima da linha. Henry também tentou, em chute de chapa, e Peyraud-Magnin encaixou firme no meio do gol.

O Lyon até conseguiu balançar as redes com Malard. A assistente, e com a confirmação do VAR, marcaram impedimento. 

Foto: Divulgação/Uefa
Foto: Divulgação/Uefa

Mudança de roteiro

Diferentemente do primeiro tempo, a Juventus escapava para a meta adversária, principalmente com passes de profundidade. Isso não diminuiu o domínio da equipe francesa. Sara Gama cresceu na parte defensiva, fazendo bons cortes. 

O roteiro estava prestes a mudar. A treinadora Sonia Bompastor viu Carpenter ser expulsa ao matar contra-ataque. A torcida bianconeri foi ao delírio. Pouco depois, Cernoia dominou nas costas de Cascarino, encontrou espaço e carimbou o travessão. Joe Montemurro não demorou para mexer no time. Bonansea e Caruso nos lugares de Rosucci e Grosso. Por sua vez, Bompastor substituiu Macario para a entrada de Cayman.

Aos 70’, Bouhaddi pegou lançamento de Lundor, mas deixou a bola escapar ao trombar com uma atleta. A bola sobrou nos pés de Girelli, que não desperdiçou e deixou tudo igual. A confiança veio, bem como o volume de jogo. Como recompensa, a virada, em dupla que veio no banco. Caruso deu enfiada milimétrica para Bonfantini, que entrou no lugar de Girelli. Em sua primeira jogada, a camisa 22, de frente ao gol, bateu cruzado na saída de Bouhaddi. 

O vem por aí

A partida de volta está programada para o dia 31 de março, na França, às 16h (de Brasília), no Parc Olympique Lyonnais.

VAVEL Logo