Villarreal elimina Bayern de Munique e vai às semifinais da Champions League
Foto: Divulgação/Villarreal 

Dia histórico para o Villarreal! SÍ, SE PUEDE. Na tarde dessa terça-feira, o Villarreal empatou com o Bayern de Munique em 1 a 1, na Allianz Arena e, no agregado 2 a 1, se classificou para a semfiinal da Uefa Champions League. Após ter perdido o primeiro jogo por 1 a 0, o Bayern levou um resultado reversível para casa, onde estaria presente um verdadeiro mar vermelho misturado com uma expectativa imensurável. Por outro lado, o Submarino Amarelo, sabendo da dificuldade que enfrentaria, foi para o jogo procurando ampliar a vantagem, mas, sobretudo, segurar a máquina bávara.

  • Primeiro tempo de pressão 

Como era de se esperar, a primeira etapa começou com muita pressão dos Bávaros. O Bayern de Munique entrou pressionando bastante, com a torcida em clima de euforia total. Entretanto, o Villarreal estava bem fechado e organizado defensivamente, fazendo com que ficasse difícil a infiltração dentro da área. 

O Bayern tentou jogar pelas laterais devido a essa barreira formada pelos amarelos que fazia com que jogadores mais centrais fossem pouco acionados. Coman, considerado o homem do jogo, e Sané foram grandes peças no jogo. Os jogadores estavam muito nervosos.

Apesar do Submarino Amarello ter se destacado pela defesa, nenhum dos times apresentou boas chances e o primeiro tempo acabou com o placar estagnado. 

  • Quem procura, acha 

Na segunda etapa, tudo aquilo que o Bayern não jogou no primeiro tempo, se concretizou no segundo. O time alemão entrou no jogo apresentando mais perigo e com maiores chances, fazendo com que o Villarreal não conseguisse respirar.

Os Bávaros, literalmente, procuraram e acharam. Bastou uma brecha na zaga espanhola para que o Bayern se sobressaísse na pequena área e balançasse as redes. Gol! Lewandowski, o melhor jogador do mundo. Sempre ele. A torcida delirou. 

Nesse momento, na mente dos torcedores e dos jogadores do Submarino Amarelo, batia um arrependimento por ter deixado o Bayern de Munique tão vivo, por não ter ampliado a diferença de gols no primeiro jogo. O time estava sobrevivendo e  partida estava sendo encaminhada para a prorrogação. E quase foi! Mas só quase. 

  • A história foi escrita

Do lado esquerdo do campo, Foyth e Lo Celso esbanjavam o cansaço. Quando as expectativas já estavam quase esgotadas, Emery decidiu fazer substituições e foi do banco que surgiu a solução. 

Samuel Chukwueze. O nome da emoção. Aos 84, ele entrou no lugar de Danjuma e aos 88  estaria fazendo o que seria a representação de um sonho, da vontade, do amor. Gol do Villarreal. E que golaço! A visão, a batida e a vontade que duraram 10 segundos foram capazes de mudar uma história inteira. 

Daqui para frente, o jogo seguiu e terminou com o placar de 1 a 1, no agregado, 2 a 1. O Villarreal concretizou a sua volta às semifinais da UCL após 16 anos. 

  • Classificação 

Ao final do jogo, o imparável Bayern de Munique conseguiu ser abatido e deixou a competição por aqui. 

Por outro lado, o time que carrega uma cidade inteira em suas mãos segue mais vivo do que nunca e enfrenta o vencedor do confronto Liverpool x Benfica nas semifinais do campeonato. 

Essa vitória do Submarino Amarelo mostra que, sim, a camisa pesa, mas o coração pode se sobressair. Grande dia para a história do futebol!

VAVEL Logo