Patri Guijarro cita emoção em goleada do Barcelona, mas exige concentração para o jogo de volta
Foto: Divulgação/Uefa

Sexta-feira, 22 de março, mais um capítulo escrito pelas jogadoras do Barcelona. Novo recorde de público, com 91.648 torcedores no Camp Nou, as Culés finalmente conseguiram balançar as redes e derrotar o Wolfsburg. Não foi qualquer triunfo, mas sim um atropelo na Women's Champions League. Depois de serem derrotas na temporada 2013-14 (3-0 e 2-0) e 2019-20 (1-0), o atual campeão da competição, empurrado por sua torcida, goleou por 5-0, pelo primeiro jogo da semifinal.

Recuperada de uma lesão na coxa, na qual necessitou ficar afastada por 10 dias, Patri Guijarro, voltou a ser titular e destacou o momento vivido. 

“É evidente que estamos muito felizes e contentes com o resultado e com a forma, com a forma como o fizemos e também com o ambiente. Os catalães vieram e foi espetacular. Há um novo recorde. Não há palavras. É espetacular. Com os dias, ou melhor, os anos, vamos ficando mais conscientes do que isso significa . É muito emocionante e especial estar capaz de viver um dia como este”.

Peça importante para articular as jogadas no meio de campo. A quarta capitã blaugrana confidenciou o ótimo momento e que o time soube fazer a leitura correta para aproveitar as oportunidade

Foto: Divulgação/Uefa
Foto: Divulgação/Uefa

“Há outro jogo e será difícil. Estamos cientes de que estamos em um bom momento e temos que continuar nessa linha. Nos primeiros minutos. Elas jogaram com muita pressão e conseguimos ler bem e jogar nas costas da marcação. Foi praticamente um contra um. Isso foi fundamental para que elas dessem um pequeno passo para trás. Fomos precisas com a bola e conseguimos sair da pressão. Na frente temos jogadoras rápidas e tivemos oportunidades”.

Patri expressou o crescimento do Barça e o fato dos feitos diante das Lobas.

“Há dois ou três anos estávamos dois ou três pontos atrás de Wolfsburg, Lyon e PSG, mas melhoramos. A mudança foi brutal, especialmente fisicamente. Melhoramos o futebol e tentamos melhorar a cada dia. Este ano demos mais um passo”, e acrescentou que, “havíamos passado três jogos sem vencer e sem marcar contra o Wolfsburg. Fizemos um jogo muito bom e isso serve para mostrar quem somos e como somos”.

Dona da camisa 12, também salientou a vantagem do resultado, contudo, é preciso colocar os pés no chão para o segundo encontro, no sábado (30), às 13h (de Brasília).

“É um resultado grande e favorável, mas a nossa mentalidade, como estamos mostrando, é encarar a segunda partida  como se fosse uma nova final e esquecer o dia de hoje. Vamos aproveitar a vitória hoje e depois nos preparar para a segunda partida como se o placar fosse 0 a 0. A qualquer momento as coisas podem complicar e ainda mais com uma equipe que marca tão bem”.

VAVEL Logo