Fernando Santos nega problemas pessoais após colocar Cristiano Ronaldo no banco
Foto: Divulgação/Portugal

Portugal está nas quartas de final de Copa do Mundo 2022, após goleada histórica por 6 a 1 contra a Suíça jogando no Lusail Stadium, na tarde desta terça-feira (6).

Agora, os portugueses enfrentam Marrocos na próximo sábado (10), às 16h. A equipe africana eliminou a poderosa Espanha nos pênaltis também nesta quarta-feira (6).

Foto: Divulgação/Portugal
Foto: Divulgação/Portugal

Apesar da goleada de forma histórica, um tema chamou a atenção. Cristiano Ronaldo, que tinha sido titular nos três jogos da primeira fase, começou o confronto de hoje no banco de reservas.

Após a partida, o técnico português Fernando Santos se irritou sobre um questionamento se havia problemas entre ele e Cristiano Ronaldo: ''Eu já não respondi a esta questão? Não há nenhum problema entre o Fernando Santos e o capitão da seleção. Somos amigos há muitos anos e as coisas não nos afetam. Os treinadores tomam decisões. Eu já expliquei, essa parte ficou completamente sanada e ele deu um exemplo de grande capitão.''

''Foi estratégico. Os jogadores são diferentes (Cristiano Ronaldo e Gonçalo Ramos). Também lancei o Dalot, o Raphael (Guerreiro), no entanto o Cancelo é um jogador fabuloso. Foi o que pensei para o jogo com a Suíça, em outro jogo pode ser diferente'', disse Fernando Santos.

''O ambiente é bom e a união existe desde o início. É mais uma vitória. O importante era ganhar. Marcar seis gols é sempre bom, mas se tivéssemos vencido por 1 a 0 era tão importante como os 6 a 0. A equipa entrou focada desde os primeiros minutos'', completou o comandante português.

  • Sobre outros temas:

“Foi uma boa exibição, um grande jogo. Os jogadores estão de parabéns, foi uma exibição muito boa em todos os momentos do jogo. Agora, é preciso ‘baixar à terra’. Foi ótimo, excelente, mas faltam três jogos e temos de jogar daqui a quatro dias. Agora, é com Marrocos. O que me lembro é da dificuldade que tivemos com Marrocos no Mundial de 2018”, avaliou o técnico.

“Ainda não vi o lance [do golo]. São coisas do momento, que se sente dentro de campo. Tínhamos trabalhado a saída curta, mas no primeiro canto que íamos ter no jogo íamos bater logo direto. Tivemos sorte, de estar no sítio certo. Foi um trabalho coletivo que resultou bem. No futebol, hoje em dia, não basta só ter qualidade, há que trabalhar muito. Temos de descansar e aproveitar as horas de descanso que temos. Vai ser outra batalha [com Marrocos] e queremos poder dar mais alegrias ao nosso povo'', comentou o zagueiro Pepe, autor de um dos gols.

“Foi um grande jogo de toda a equipa. Entramos logo bem, a jogar olhos nos olhos com o adversário. Impusemos o nosso futebol e dominámos por completo. Quando assim é, é difícil ganharem-nos. A partir de amanhã [quarta-feira], vamos analisar a equipa de Marrocos e ver onde são mais fortes e mais fracos'', disse João Félix.

Por fim, Gonçalo Ramos, que marcou três gols no jogo, comentou: "É tudo muito rápido e temos de nos focar no próximo jogo. A titularidade é um assunto que não é para mim. Tenho de trabalhar no máximo e depois logo se vê.''

VAVEL Logo