Fabinho marca de pênalti e Monaco encerra invencibilidade do PSG

Equipe do principado não deu chances para o Paris Saint-Germain e venceu sem grandes dificuldades; brasileiro Fabinho deixou o dele marcando de pênalti

Fabinho marca de pênalti e Monaco encerra invencibilidade do PSG
Foto: Divulgação Monaco
Monaco
3 1
Paris Saint-Germain
Monaco: Subasic; Mendy, Jemerson, Glik, Raggi; Bernardo Silva (Dirar), Bakayoko, Fabinho, Sidibe, João Moutinho; Germain (Boschilia). Técnico: Leonardo Jardim
Paris Saint-Germain: Trapp; Aurier, David Luiz (Meunier), Kimpembe, Kurzawa; Verratti (Matuidi), Motta, Rabiot; Lucas (Ben Arfa), Cavani, Di Maria. Técnico: Unai Emery.
Placar: 1-0, min; 13, Joao Moutinho. 2-0, min. +45, Fabinho; 2-1, min. 63, Cavani; 3-1, min. 80, (GC) Aurier.
ÁRBITRO: Ruddy Buquet (FRA). Amarelos: David Luiz, Cavani e Bakayoko.
INCIDENCIAS: Jogo válido pela terceira rodada da Ligue 2016/17, realizado no estádio Louis II, em Mônaco.

A partida de encerramento e mais aguardada da terceira rodada acabou com a excelente vitória do Monaco diante do atual campeão Paris Saint-Germain. O jogo que aconteceu no Stade Louis II, no principado, terminou 3 a 1 para o time mandante, que contou com os gols de João Moutinho, Fabinho e um contra de Serge Aurier. O PSG até descontou com Edinson Cavani, mas nada foi capaz de frear a vitória do Monaco.

Com a vitória, os Rouge et Blanc subiram para a vice-liderança da Ligue 1 2016/17, somando sete pontos, mesma pontuação do atual líder Guingamp. Já o resultado negativo, empurrou o clube da capital para a quinta colocação, tendo seis pontos.

A Ligue 1 vai parar por conta da Data Fifa. Na próxima rodada, o Monaco irá visitar o Lille, no sábado dia 10. O Paris Saint-Germain irá receber no Parc des Princes o Saint-Étienne, na sexta-feira do dia 9.

Apesar da superioridade do PSG, Monaco é fatal nos ataques e abre vantagem

Sem Radamel Falcao e Vágner Love, a equipe do principado foi encarar o todo poderoso Paris Saint-Germain brigando pela parte superior da tabela. O clube da capital, vindo de duas vitórias e não tomando nenhum gol, era claramente o favorito à vitória e o treinador Unai Emery colocou um time ofensivo para partir pra cima do Monaco.

A tática do técnico espanhol estava dando certo, pois o Paris Saint-Germain estava com maior posse de bola e afogava os donos da casa no campo de defesa, mas a equipe parisiense não conseguiu converter as chances que criou em gols e foi castigada. Aos 13 minutos da primeira etapa, o goleiro Danijel Subasic deu um chutão para frente, a bola caiu nos pés de Djibril Sidibe, que puxou para a lateral direita do campo e cruzou forte, rasteiro, em direção ao meio da área, por lá a bola encontrou João Moutinho que chutou forte com a chapa do pé e não deu chances de defesas para o goleiro do PSG, abrindo o placar.

Apesar do gol, o clube da capital continuou superior e não criando chances. Por outro lado, as poucas vezes que o Monaco chegou ao gol de Kevin Trapp levou muito perigo. Valère Germain perdeu uma ótima chance após o escanteio cobrado por Djibril Sidibe, chutando de perna esquerda para fora. O Paris Saint-Germain perdeu chances de empatar, principalmente com Edinson Cavani, mandando uma bola longe do gol e outra defendida pelo goleiro Danijel Subasic.

Já nos acréscimos do primeiro tempo, a defesa do PSG afastou um cruzamento na área, mas na sobra, Tiémoué Bakayoko chutou firme ao gol, a bola bateu na mão de David Luiz e ainda o zagueiro segurou o adversário, pênalti marcado. O brasileiro Fabinho cobrou bem de perna direita e deslocou o goleiro Kevin Trapp.

PSG tenta reação, mas não é o suficiente para parar Monaco

No segundo tempo, o PSG foi com tudo para o ataque.Thomas Meunier entrou no lugar de David Luiz e Unai Emery postou um time mais ofensivo para buscar o empate. Conforme o tempo passava, a equipe da capital continuava a perder chances de gols, uma delas foi com o polonês Layvin Kurzawa, chutando de perna esquerda no ângulo e passando a centímetros do gol.

Após tanto buscar o gol, finalmente ele veio. Aos 63 minutos, Serge Aurier aproveitou bom lançamento e cruzou de cabeça para o meio da área e Edinson Cavani também de cabeça, mandou no cantinho direito do goleiro Danijel Subasic, diminuindo a vantagem do Monaco. O Paris Saint-Germain retomou a força e voltou a ir com tudo ao ataque em busca do empate, mas não conseguia marcar.

Os esforços parisienses diminuiram após o terceiro gol do Monaco, aos 80 minutos. Quando o defensor Serge Aurier marcou contra e acabou com as esperanças do empate e virada do Paris Saint-Germain