Kaká lamenta fase do Milan, mas ressalta: "Voltará ao topo do mundo em breve''

Ex-melhor do mundo também afirmou que Montella é o treinador certo para o momento do clube e elogia a favorita Juventus

Kaká lamenta fase do Milan, mas ressalta: "Voltará ao topo do mundo em breve''
Foto: Getty Images

O meia brasileiro Kaká, atualmente no Orlando City, concedeu entrevista nessa quinta-feira (18) para o canal Omnisports e comentou sobre a situação atual do seu ex-clube, o Milan. Hoje no Orlando City, dos Estados Unidos, o jogador revelou estar triste com a fase fase atual dos rossoneri, mas ressaltou que espera em breve ver o Diavolo sendo uma das principais equipes da Europa.

"Eu vivi momentos belíssimos no Milan e o vi dominar o mundo. Hoje eu fico triste em vê-lo nessa situação. Ainda é um dos grandes clubes do mundo, mas a história não entra em campo, entretanto, eu tenho certeza que o Milan voltará a ser competitivo em todos os sentidos", analisou o atleta que venceu o prêmio de melhor jogador do mundo em 2007, atuando pelo Diavolo.

LEIA MAIS: Serie A 2016/17 - Milan: Um novo começo com o objetivo de voltar à Europa

A lenda rossonera também comentou sobre o novo treinador do Milan, Vincenzo Montella. Para Kaká, o técnico é a pessoa certa para comandar a equipe nesse momento e lembrou que a nova propriedade do clube deve fazer com que o Diavolo volte às glórias.

"Creio que Montella é o homem justo para o Milan. Não será fácil, depende do que os chineses vão fazer, mas acredito que eles vão fazer algumas mudanças para levar o clube de volta ao topo. Primeiro, o Milan deve voltar a jogar em campos europeus como na Europa League e Champions League", pontuou.

Por fim, deu seu palpite sobre quem vencerá a Serie A, elogiando muito a Juventus que soube montar uma base vencedora depois de passar pela segunda divisão italiana.

"A grande favorita para a Serie A ainda é a Juventus, estão fazendo muito bem. Há alguns anos estavam na segunda divisão e conseguiram montar um time e um novo estádio. Por isso, a Juventus chegou a uma final de Champions League e deve servir de exemplo para todas as equipes italianas.", concluiu.