Diretor da Internazionale diz poder contratar Cristiano Ronaldo: "Confortavelmente"

Piero Ausilio exalta poder financeiro dos chineses à frente do clube, afirma ter verba suficiente para ir atrás do craque luso, mas alerta sobre Fair Play Financeiro

Diretor da Internazionale diz poder contratar Cristiano Ronaldo: "Confortavelmente"
Ronaldo tem deixado a sua marca nos últimos jogos do Real Madrid na temporada

Se o Milan vem apostando nestas últimas semanas na contratação de jovens promessas para a próxima temporada, o outro clube da cidade de Milão vai "um pouco" além disto... ou ao menos, gostaria. 

Entrevistado por alunos da Universidade de Milão nessa quinta-feira (18), o diretor da Internazionale, Piero Ausilio, respondeu às questões dos presentes envolvendo o planejamento da equipe para os próximos anos, principalmente citando a chegada dos novos mandatários chineses da Suning.

Para demonstrar o tamanho prestígio do grupo, Ausílio resolveu dar exemplos de quem o clube teria possibilidades de contratar, soltando neste instante o nome de um atleta no mínimo inesperado. "Hoje temos um clube forte e sólido. Os novos proprietários chineses poderiam confortavelmente comprar os jogadores mais famosos do mundo, tal como Cristiano Ronaldo, mas a verdade é que nós não podemos fazer esse tipo de transação por causa do Fair Play Financeiro, que toma em consideração o desenvolvimento do clube", afirmou o dirigente.

PSG, Manchester City e Porto foram algumas equipes punidas pela Uefa por conta do Fair Play Financeiro

Aprovado em 2010 pela Uefa, o sistema de Fair Play Financeiro vem ganhando rigorosidade a cada ano na Europa. Formado por regras e mais regras relacionadas a grupos que acabam injetando dinheiro nos clubes e em relação à fiscalização no balanço do caixa das equipes, o sistema vem sendo respeitado à risca devido às punições severas da entidade caso ocorra algum descumprimento.

"Agora tudo tem que ser proporcional à receita. Também somos obrigados a caber nestas condições para participar de competições europeias. Todos os dias leio sobre quais jogadores deveríamos estar contratando mas na verdade devemos respeitar o limite salarial. Nossa receita é de aproximadamente € 200 milhões, enquanto a da Juventus, que participa regularmente da Uefa Champions League, tem algo em torno de € 400 milhões", acrescentou.

De olho na próxima temporada, Milan encaminha acerto com lateral Ricardo Rodríguez

O dirigente falou mais sobre a transição da direção de Massimo Moratti, ex-presidente da agremiação nerazzurra, para o grupo chinês. "Você não pode ter um projeto de sucesso sem a consistência de diretores e proprietários. Estou no meu terceiro ano aqui e começo mais um novo projeto. Abandonamos o conceito maravilhoso de Moratti. Mas ele era muito mais apaixonado do que envolvido em negócios", brincou o diretor.

"É diferente, não sei explicar isso", comentou Ausilio se Gabriel Barbosa teria sido uma das apostas erradas da Inter

"Após ser rebaixada em 2006, a Juventus trabalhou em um modelo de negócio específico, investindo nas categorias de base e tendo grande visão gerencial. Construíram seu próprio estádio e gradualmente aumentaram os salários, trabalhando no desenvolvimento comercial e participando regularmente da UCL", comentou.

"Eles tornaram-se consistentes, e esta enorme lacuna entre eles e os demais clubes italianos hoje em dia pode ficar ainda maior, pois é difícil igualar isto quando eles estão contratando os melhores jogadores", concluiu.

Ainda sonhando com uma vaga na próxima Uefa Europa League, a Inter visita a Lazio neste domingo (21). Na outra semana, o conjunto nerazzurro encerra sua temporada diante da Udinese, no Giuseppe Meazza. 


Share on Facebook