Andrea Pirlo e seu adeus amargo dos gramados

New York City é eliminado nas semifinais da MLS e antecipa aposentadoria da lenda italiana

Andrea Pirlo e seu adeus amargo dos gramados
Pirlo se aposenta dos gramados aos 38 anos (Foto: Ira L. Black/Corbis via Getty Images)

Uma das maiores bandeiras do futebol italiano, o meio-campista Andrea Pirlo entrou em campo, na noite desse domingo (6), pela última vez em sua carreira. O New York City, time do experiente jogador, foi eliminado nas semifinais da MLS (Major League Soccer) para o Columbus Crew, antecipando a aposentadoria do atleta. Em outubro, ele havia dito que penduraria as chuteiras em dezembro, quando expira seu contrato com o clube americano.

Pirlo entrou em campo aos 45 do segundo tempo e foi ovacionado pela torcida presente no Yankee Stadium, casa do New York City (veja no vídeo abaixo). A equipe de Nova Iorque perdeu o primeiro jogo da semifinal para o Columbus Crew por 4 a 1. Nesse domingo, venceu por 2 a 0, resultado que não foi suficiente para reverter o placar da ida.

Hoje com 38 anos, Pirlo iniciou sua carreira profissional em 1995, no Brescia, time de sua cidade natal. Três anos depois se transferiu à Internazionale, onde não convenceu e acabou emprestado à Reggina e, posteriormente, ao Brescia.

Sua carreira decolou quando acertou com o Milan, rival da Inter. Ficou dez anos (de 2001 a 2011) no rossonero de Milão, sendo peça importante na conquista de nove títulos relevantes, incluindo duas taças de Uefa Champions League.

Pirlo durante os poucos momentos em que tocou na bola contra o Columbus Crew (Foto: Ira L. Black/Corbis via Getty Images)
Pirlo permaneceu poucos minutos em campo nesse domingo (Foto: Ira L. Black/Corbis via Getty Images)

Lutando contra as lesões, Pirlo não renovou com o Milan em 2011 e acabou assinando com a Juventus. Sob a batuta de Antonio Conte, Pirlo compôs a espinha dorsal da equipe, ajudando os bianconeri a conquistarem sete troféus. Em sua última temporada pela Vecchia Signora, venceu Serie A e Copa Itália, mas perdeu para o Barcelona na final da Champions League.

Com quatro disputas de Copas do Mundo no currículo, Pirlo participou da conquista do tetracampeonato em 2006, quando a Itália bateu a França no pênaltis para levantar a taça na Alemanha. Em 2014, ele esteve no elenco que caiu precocemente na fase de grupos do Mundial realizado no Brasil.